Política | Reformas

Ministros acreditam que eleições não atrapalham as ''reformas''

Congresso deve apreciar as reformas administrativa e tributária em 2020
13/01/2020 às 11h05
Ministros acreditam que eleições não atrapalham as ''reformas''Congresso vai apreciar as reformas administrativa e tributária (Reprodução)

BRASÍLIA - Ministros do governo Jair Bolsonaro – da ala militar e da equipe econômica – avaliaram ao blog da jornalista Andréia Sadi, que será fundamental para o “sucesso” da agenda econômica de 2020 a aprovação das reformas tributária e administrativa.

Perguntado se as eleições não atrapalham o calendário das reformas no Congresso, os ministros acreditam que não – mas defendem uma campanha de comunicação para explicar à sociedade a necessidade urgente das reformas e, assim, viabilizar a aprovação de ambas.

Na semana que vem, por exemplo, Paulo Guedes (Economia) vai ao Fórum de Davos, na Suíça, representar o Brasil. Em seu discurso, segundo o blog apurou, Guedes fará um balanço de 2019 e quer focar nas metas e reformas para 2020.

No Planalto, a expectativa é a de que a mensagem de Guedes sirva de bússola para o Congresso.

Na Câmara e no Senado, parlamentares veem com mais cautela a expectativa de aprovação de duas reformas no primeiro semestre.

Na avaliação de integrantes da cúpula do Congresso, a tendência é a reforma tributária avançar mais no começo do ano do que a administrativa – depois, eles praticamente esvaziam Brasília para fazer campanha nas bases.

Deputados cobram também mais envolvimento do governo no teor das propostas da reforma tributária e da administrativa.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte