Estado Maior

Um almoço e uma foto

11/01/2020

Não deve prosperar o movimento do secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano, deputado federal licenciado Rubens Júnior (PCdoB), para uma aliança com o Partido dos Trabalhadores em torno da sua pré-candidatura a prefeito de São Luís.

Durante a semana, o comunista esteve reunido com dois petistas: o presidente municipal da sigla, vereador Honorato Fernandes, e o filiado Lawrence Melo, atual titular da Agência de Mobilidade Urbana (MOB) do governo Flávio Dino.

Pelas ligações intrínsecas entre os dois petistas e o governo – no caso da MOB, vale ressaltar que se trata de pasta diretamente subordinada à Secid – já se pode dizer que Rubens não avançou um palmo sequer no debate com os petistas. Em tese, conversou com o PT que já é governo.

Some-se a isso a reação de dois graduados membros do partido ao encontro. O deputado federal Zé Carlos da Caixa, por exemplo, diz que essa conversa “não tem rumo”.

Já o deputado Zé Inácio – ele próprio um pré-candidato do PT a prefeito da capital – diz que uma aliança com o PCdoB, só no segundo turno.

– Aliança com o PCdoB só no segundo turno, eles nos apoiando ou nós os apoiando, a depender de quem conseguir pular a fogueira do primeiro turno - declarou, na sexta-feira, 10.

Pelo visto, o único fruto da “articulação” de Rubens foi um bom almoço e uma foto.


Jogando contra? I

O presidente do PDT de São Luís, vereador Raimundo Penha, surpreendeu aliados ao defender, no Twitter, a candidatura do secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, a prefeito da capital. Ele é do DEM.

– Falta de debate qualificado. Me pergunto se Felipe Camarão fosse pré-candidato se o cenário não seria outro. Que vocês acham? -, questionou o parlamentar.

E completou: - Uma pena ver um jogo tão apelativo. Olhem que é só pré-campanha. Imaginem esse pessoal em campanha? Até agora não vi nada que motive um debate de verdade sobre a Cidade. Muita mídia, muita pressa!.


Jogando contra? II

O curioso da manifestação de Penha é que tanto o PDT quanto o DEM têm pré-candidatos à Prefeitura de São Luís: são, respectivamente, Osmar Filho e Neto Evangelista.

Nos bastidores, há articulações até pela união dos dois partidos, mas com Evangelista como candidato.

Felipe Camarão, por outro lado, chegou a ser apontado como pré-candidato do grupo, mas desistiu do projeto ainda em fevereiro do ano passado.


No jogo

O deputado estadual Roberto Costa reafirmou, após encontro com Roseana Sarney, o apoio do MDB ao projeto de candidatura da ex-governadora do Maranhão à Prefeitura de São Luís.

O nome da emedebista vem sendo trabalhado desde o ano passado e já foi incluído em pesquisas.

– Encontro muito agradável com a ex-governadora Roseana. Conversamos bastante sobre a atuação do nosso partido em todo o Maranhão. Na pauta, a nossa querida São Luís, os projetos e caminhos para a eleição de outubro. Reafirmamos a decisão do MDB pela candidatura de Roseana - destacou.


Parou, ou não?

Moradores do Olho d’Água têm relatado problemas na obra de prolongamento da Avenida Litorânea. Um deles é a lentidão da obra. Eles afirmam que, aparentemente, os serviços pararam nos últimos dias.

Além disso, denunciam a existência de diversos pontos em que o esgoto está transbordando para a área residencial – o que teria se agravado nos últimos dias em razão das chuvas.

A obra foi alvo de uma polêmica a partir do anúncio de que ela havia sido embargada pelo governo federal. O Governo do Maranhão diz que não foi notificado do tal embargo e que os trabalhos seguem.


Chapa

O presidente do Solidariedade no Maranhão, suplente de deputado federal Simplício Araújo, tem tentado articular uma chapa para que seu partido entre na disputa pela Prefeitura de São Luís.

Durante a semana, ele promoveu um encontro entre os pré-candidatos Duarte Júnior (PCdoB) e Carlos Madeira (sem partido).

Simplício quer Madeira no SDD, formando o que considera uma “chapa” boa com o deputado estadual comunista.


De olho

R$ 28,3 milhões foi quanto o Governo do Maranhão já pagou ao Consórcio Epeng-FN Sondagens pela construção da ponte Central-Bequimão, que não ficou pronta.


Decolando?

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), parece mesmo empenhado em mudar a imagem que o ludovicense tem de gestores em último ano de mandato.

Nesse período, tem sido comum nas últimas administrações que os prefeitos pareçam estar em “rota de aproximação para pouso”, já desacelerando.

Com um volume grande de serviços na cidade, por meio do “São Luís em Obras”, Edivaldo parece estar acelerando para decolar. 2022 talvez explique isso.


E mais

- Há quem acredite que a declaração de Raimundo Penha a favor de uma candidatura de Felipe Camarão tenha sido estimulada pelo próprio Osmar Filho.

- O presidente da Câmara não estaria satisfeito com o rumo das discussões sobre a sucessão, já que ele pode ser preterido em favor do apoio do PDT à candidatura de Neto Evangelista, do DEM.

- Chefe da Secretaria de Patrimônio da União no Maranhão, Coronel Monteiro, afirmou à TV Mirante que a obra de prolongamento da Litorânea está sem licença federal.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte