Geral | Cerveja artesanal

Abracerva diz que é raro cervejarias utilizarem substância dietilenoglicol

Substância é normalmente usada em sistemas de refrigeração, segundo a Associação Brasileira de Cerveja Artesanal; produto pode ter causado a morte de uma pessoa
11/01/2020

BRASÍLIA - O presidente da Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva), Carlo Lapolli, disse na sexta-feira,10, que a substância dietilenoglicol raramente é usada na produção de cervejas. Segundo a Polícia Civil de Minas Gerais, exames laboratoriais realizados em amostras de dois lotes da cerveja Belorizontina, da fabricante mineira Backer, indicam que o produto pode ter sido contaminado pelo anticongelante, causando a morte de uma pessoa e a internação de outras sete, em Minas Gerais.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte