Política | rodovia

Deputado aciona MP e TCE por causa da precariedade da MA-315

Wellington do Curso pediu investigação sobre recursos utilizados em obra realizada a menos de 1 ano na rodovia
10/01/2020 às 15h00
Deputado aciona MP e TCE por causa da precariedade da MA-315Reprodução

O deputado estadual Wellington do Curso formalizou, por meio de ofício, pedido investigação ao Ministério Público e Tribunal de Contas do Maranhão sobre a situação da rodovia MA 315, que liga a cidade de Barreirinhas à Paulino Neves e Tutóia.

Em 2019 o deputado federal Edilázio Júnior (PSD) já havia protocolado pedido de mesmo teor no Ministério Público, em desfavor do Governo do Maranhão.

No ofício encaminhado ao Ministério Público e Tribunal de Contas, o deputado Wellington aponta, inclusive, os recursos utilizados, segundo o portal da transparência, para construção da rodovia e a deterioração da estrada em menos de 1 ano.

“É um absurdo que uma estrada construída a menos de 1 ano esteja totalmente deteriorada. Foram gastos quase 10 milhões e o que se vê hoje é só buraco, por isso estamos acionando os órgãos de fiscalização e controle para investigar essa situação. A população não pode ficar refém dessas obras mal feitas e o dinheiro público sendo jogado fora. É muita falta de respeito com o povo do Maranhão. É um verdadeiro escárnio” disse Wellington.

Denúncia feita em 2019

Em abril de 2019 o deputado federal Edilázio Júnior já havia ingressado com, notícia de fato no Ministério Público Estadual contra o Governo do Maranhão por causa da deterioração da obra entregue pelo Executivo no mês de janeiro daquele ano.

Ele também formalizou ação no TCE e na Justiça Estadual. O caso foi designado para o Centro de Apoio de Probidade Administrativa do MP e deveria ser analisado, na ocasião, pelo promotor Cláudio Alencar.

O parlamentar pedia a apuração a respeito da liberação de um aditivo de mais R$ 2 milhões à obra, que contraria o que determina o contrato da obra e a apuração a respeito da qualidade dos serviços já efetuados na rodovia.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte