Alternativo | Fim de ano

Angélica conta como será a ceia de Natal deste ano

Apresentadora diz que vira a grande produtora da ocasião, revela que gosta de cuidar dos detalhes pessoalmente e faz um balanço do ano de 2019
23/12/2019


Rio de Janeiro - Se tem uma coisa da qual Angélica não abre mão, é da ceia de Natal. A mulher de Luciano Huck disse ser a data mais esperada do ano. Animada, ela faz questão de cuidar de todos os detalhes para que tudo seja perfeito.
“Sou a organizadora do evento. É a data que mais gosto no ano. Fico encantada com a criançada envolvida com a magia da noite. Adoro todo mundo na minha casa. Fico de produtora organizando o cardápio da ceia, o horário da chegada do Papai Noel... Me divirto", conta.
Questionada sobre o Natal inesquecível, lembra o episódio em que viu o bom velhinho pela primeira vez. "Durante anos, tinha certeza de ter visto o Papai Noel. Era pequena e depois de olhar meu presente na árvore, olhei para o céu vi a carruagem indo embora. E mesmo com as pessoas dizendo que ele não existia, tinha certeza de que era ele".
Além de toda a magia, o Natal tem para a Angélica traz a sensação de encerramento, momento de refletir e agradecer. E 2019, em especial, ficará para a história. Depois do acidente do filho Benício, de 12 anos, enquanto praticava wakeboard, em junho, Angélica garante ter enxergado a vida com outros olhos.
"O ano de 2019 me ensinou a ser mais resiliente e abriu um buraco no meu peito de gratidão, que antes só colocava na hashtag. A rede de apoio que recebi por causa do meu filho, que veio de todos os lugares, foi muito linda! Esse ano foi de agradecer. Fiquei mais perto da minha família e valorizando coisas simples, que, às vezes, são corriqueiras e que não damos importância", garante. l

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte