Gás natural

Eneva declara comercialidade de área no Maranhão

Área localizada em território maranhense que receberá o nome denominação de Gavião Carijó

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h21
Unidade de Tratamento de Gás da Eneva localizada na Bacia do Parnaíba, onde outro campo foi declarado comercial
Unidade de Tratamento de Gás da Eneva localizada na Bacia do Parnaíba, onde outro campo foi declarado comercial (gas natural)

A Eneva apresentou à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a Declaração de Comercialidade da acumulação Araguaína, descoberta no Bloco PN-T-102, na Bacia do Parnaíba, que deverá receber a denominação de Campo Gavião Carijó.

O Campo de Gavião Carijó é o nono a ser declarado comercial pela Eneva e tem volume estimado, Pmean, de gas-in-place (VGIP) de 3,04 bilhões de m³. A partir da Declaração de Comercialidade, a companhia tem até 180 dias para apresentar à ANP o Plano de Desenvolvimento do campo.

Os outros campos declarados comerciais são Gavião Real, Gavião Vermelho, Gavião Branco, Gavião Caboclo e Gavião Azul (já em produção), além de Gavião Preto, Gavião Branco Norte e Gavião Tesoura (em desenvolvimento. A companhia possui, ainda, sete Planos de Avaliação de Descoberta (PADs), sete blocos exploratórios adquiridos na 13ª Rodada de Licitações da ANP, em 2015, e cinco blocos adquiridos na 14ª Rodada de Licitações da ANP, em 2017.

O gás é produzido de acordo com a demanda do Complexo Parnaíba. O gás não-associado onshore é mais competitivo em termos de custo de descoberta, desenvolvimento e produção por metro cúbico, resultando na geração de energia com custos mais atrativos para o sistema elétrico brasileiro.

A Eneva é uma companhia integrada de energia, com negócios complementares em geração de energia elétrica e exploração e produção de hidrocarbonetos. Seu modelo de negócios é centrado no Reservoir-to-Wire (R2W), geração térmica integrada aos campos produtores de gás natural, no interior do Maranhão.

Com um parque térmico de 2,2 GW de capacidade instalada em operação e 500 MW em construção, a Eneva equivale a 11% da capacidade térmica a gás natural instalada no país. Na parte de óleo e gás, é a maior operadora privada de gás natural do Brasil. A companhia opera mais de 38 mil km² de área na Bacia do Parnaíba, no Maranhão, área equivalente ao tamanho do Rio de Janeiro.

Mais

Além da Bacia do Parnaíba, a Eneva opera o campo de Azulão, na Bacia do Amazonas. O gás natural produzido no campo vai abastecer a usina termelétrica Jaguatirica II, em Roraima.

Número

3,04

Bilhões de m³ é o volume estimado de gas-in-place no Campo de Gavião Carijó, na Bacia do Parnaíba

180

Dias tem a Eneva para apresentar à ANP o Plano de Desenvolvimento do Campo de Gavião Carijó

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.