Cidades | Governo Federal

Única escola cívico-militar no Maranhão fica em frente ao 24ºBIS

Grupo de professoras da escola Duque de Caxias, no João Paulo, em São Luís, participou, em Brasília, de uma capacitação para atuar em sala de aula, de acordo com o modelo pedagógico diferenciado
Daniel Matos / coordenador de Reportagem17/12/2019

A Unidade Integrada Duque de Caxias, no João Paulo, é o único estabelecimento de ensino de São Luís selecionado pelo governo do presidente Jair Bolsonaro para ser financiada pelo Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares. Além de ser batizada com o nome do patrono do Exército Brasileiro e estar situada no entorno da praça que homenageia o oficial que comandou as tropas militares na Guerra da Balaiada, o colégio fica em frente ao quartel do 24º Batalhão de Infantaria de Selva (24º BIS), representação local da unidade terrestre das Forças Armadas.
A UI Duque de Caxias, que por décadas pertenceu à rede estadual, mas há alguns anos foi municipalizada, foi uma das escolas inscritas pela Prefeitura de São Luís para ser incluída no programa idealizado por Bolsonaro. Uma das 54 unidades de ensino selecionadas em todo o país pelo Ministério da Educação, que executa as ações em parceria com o Ministério da Defesa, a escola passará por ajustes profundos em suas práticas de ensino e aprendizagem. Vale lembrar que o Governo do Estado preferiu não aderir à iniciativa, visivelmente, por ranço ideológico do governador Flávio Dino (PCdoB).
Capacitação
Na semana passada, um grupo de professores da UI Duque de Caxias participou, em Brasília, de uma capacitação para atuar em sala de aula de acordo com a metodologia de ensino cívico-militar. Os profissionais participaram de palestras e oficinas sobre o projeto político-pedagógico das escolas, as normas de conduta, avaliação e supervisão escolar, além da apresentação das regras de funcionamento das escolas e as atribuições de cada profissional.
Entrevistadas pelo jornal radiofônico A Voz do Brasil, as educadoras destacaram as vantagens do modelo pedagógico financiado pelo Governo Federal, que, segundo elas, favorece a assimilação das matérias e a formação plena dos alunos por priorizar aspectos como a disciplina e conceitos de civilidade, além, obviamente, do maior rigor no repasse dos conteúdos.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte