Alternativo | Livro

Contos maranhenses em noite de lançamento em São Paulo

"Atrás do baú de guardados", novo livro da escritora Lenita Estrela de Sá, terá noite de autógrafos na capital paulista hoje
13/12/2019
Contos maranhenses em noite de lançamento em São PauloCapa do livro “Atrás do baú de guardados” (Editora Penalux) (Divulgação)

São Luís - A escritora maranhense Lenita Estrela de Sá lança hoje, às 19h, em São Paulo, seu livro “Atrás do baú de guardados” (Editora Penalux). Trata-se de seu 16º livro, com prefácio de Daniel Zanella e apresentação na orelha por Itamar Vieira Júnior, vencedor do Prêmio Leya (2018). Em São Luís, a publicação estará à venda no Espaço Cultural e Livraria Amei (São Luís Shopping) e na Livraria Vozes (Rua do Sol, 496, Centro).

Em “Atrás do baú de guardados” a escritora reúne 11 contos dos quais fazem parte figuras históricas que povoam o imaginário dos habitantes do Maranhão. “Muitas das histórias narradas se passam em São Luís; por exemplo, o conto ‘Atrás do baú de guardados’, que dá título ao livro, dialoga com minha peça teatral ‘Ana do Maranhão’, publicada em 1981, ao narrar a história de Cândida (personagem fictícia presente na peça como amiga e confidente de Ana Jansen, a quem muito admira pela postura de mulher independente). No conto, Cândida se queixa das dificuldades de viver um casamento em moldes patriarcais, que só reserva à mulher o papel de dona de casa e esposa submissa”, ressalta Lenita.

As tramas têm como cenário o Maranhão e São Luís do passado e do presente. “Entre o passado e o presente, a natureza de seus personagens reflete a complexidade da alma de um povo que nunca conseguiu ter uma existência plena. É na descrição detalhada desse universo – onde a autora se alinha aos neorrealistas - que encontramos a catástrofe da nossa história guiada por uma elite arraigada a um tempo de permanente exploração e que repercute em nosso momento como uma constatação: somos colonizadores de nós mesmos”, escreve Itamar Vieira Júnior em texto da orelha do livro.

A autora ressalta que todos os contos são inéditos e foram escritos ao longo do último ano e que muitos resgatam personagens apresentados em outros trabalhos. Ela explica que o conto “Teriam chegado ao reino de Dom Sebastião?” dá continuidade à história da personagem Teresinha, desempregada que se tornou moradora de rua em São Luís, protagonista do conto “A Casa do Coreto”, do livro “Cinderela de Berlim”, que recebeu o Prêmio Gonçalves Dias, via plano editorial da Secretaria de Estado da Cultura do Maranhão, publicado em 2009.

“Os outros contos do livro como ‘Divino Espírito Santo’ e ‘Serviço Extra’ abordam respectivamente as histórias do pescador Otílio, dotado de sensibilidade mediúnica; e de Jonildo, carroceiro que precisa complementar sua baixa remuneração vendendo ostras aos finais de semana pelas praias da ilha”, observa a autora.

Trajetória

Lenita Estrela de Sá começou a publicar muito cedo, aos 17 anos, com apoio de Josué Montello e Nascimento Morais Filho, além do incentivo constante de Cecílio Sá, seu pai. Publicou, entre outros, os livros “Reflexo”, “Ana do Maranhão”, “Pincelada de Dalí e outros poemas”, “Cinderela de Berlim e outras histórias” e “A Estrelinha Aparecida”, alguns premiados.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte