O Mundo | Posse

Na Argentina, Fernández assume e prega '' contrato social solidário''

Peronista afirma que relação com Brasil ''vai além de qualquer conjuntura'', critica receita do FMI e lança plano emergencial contra a fome: ''Vamos começar pelos últimos para chegar a todos''; ele disse que Mercosul continuará sendo prioridade
11/12/2019

BUENOS AIRES - Ao tomar posse ontem,10, como presidente da Argentina, o peronista Alberto Fernández prometeu governar em "respeito aos dissensos", pregou a "unidade de toda a Argentina, em prol da construção de um novo contrato social fraterno e solidário", afirmou que sua prioridade inicial será o combate à fome e disse que o país precisa crescer para poder pagar seus credores externos, incluindo o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte