O Mundo | No Congresso

Justiça ordena depoimento de ex-conselheiro de Trump

Juiz federal diz que ''presidentes não são reis''; decisão pode abrir caminho para que funcionários da Casa Branca sejam ouvidos em inquérito de impeachment; Don McGahn deixou a Casa Branca em 2018
27/11/2019

WASHINGTON - A semana começou com uma derrota judicial para o presidente Donald Trump, que tenta evitar que funcionários e ex-funcionários da Casa Branca prestem depoimento no inquérito sobre seu impeachment que corre na Câmara . De acordo com a decisão do juiz federal Ketanji Brown Jackson, o ex-conselheiro jurídico da Casa Branca Don McGahn será obrigado a comparecer à Câmara para depor, rejeitando a tese do presidente de que os integrantes do atual governo têm imunidade.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte