Geral | Reconhecimento

Grupo Mirante é homenageado em congresso maranhense de RH

Madelon Araújo, gerente comercial do Grupo Mirante, representou a empresa na homenagem. O congresso reuniu mais de 500 profissionais de RH
Nelson Melo23/11/2019
Grupo Mirante é homenageado em congresso maranhense de RHMadelon Araújo com Edilson Mariano de Lira e os demais agraciados exibem troféus por colaboração no encontro (Paulo Soares)

SÃO LUÍS - O Grupo Mirante foi homenageado, na tarde dessa sexta-feira, 22, no Residencial Recepções, em São Luís, durante o “XI Congresso Maranhense de Recursos Humanos” (XI COMARH), promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos Maranhão (ABRH/MA). Na ocasião, um troféu foi entregue à empresa, parceira do evento, que começou no dia anterior, com uma série de palestras e apresentação de produtos inovadores em estandes.

A entrega do troféu ocorreu no fim da tarde, após palestras que aconteceram como parte da programação do COMARH. Representando o Grupo Mirante, recebeu a homenagem Madelon Araújo, diretora comercial de O Estado. Ela posou para foto ao lado de Edilson Mariano de Lira, presidente da ABRH/MA. “o Grupo Mirante sempre firma parcerias com empresas que trazem conhecimento e inovação para o mercado. A parceria com a ABRH vem de alguns anos”, frisou.

Madelon Araújo destacou que foi uma satisfação ter recebido o troféu em nome do Grupo Mirante, que contribui muito no mercado digital, valorizando o protagonismo de todos os funcionários. Para Edilson Lira, a homenagem é uma forma de reconhecimento pela participação das empresas na realização do evento. “É um congresso fantástico. Portanto, nada mais justo do que valorizar quem atua no sentido de tornar tudo isso viável”, pontuou o presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos Maranhão.

No evento, foram montados vários estandes, de empresas distintas, que apresentaram seus produtos e serviços inovadores ao público. E diversos workshops, com profissionais de renome, como economistas conhecidos internacionalmente. “É um grupo que vai contribuir e gerar um bom debate. O objetivo é agregar valor à capacitação e contribuir para a mudança positiva na mentalidade coletiva”, salientou Edilson Lira.

O evento

Pela manhã, aconteceram oficinas, recrutamento e seleção utilizando inteligência artificial. À tarde, houve palestras sobre educação corporativa e os desafios em um mundo digital. “Tivemos vários painéis. Nós falamos sobre investimentos para o Maranhão. Nós, que somos do RH, precisamos de pessoas qualificadas para atender as demandas das organizações”, comentou Edilson Lira.

A abertura do congresso ocorreu na quinta-feira, 21, sob o tema “Convergindo pessoas e negócios no mundo digital”. O propósito foi mostrar que a tecnologia é uma aliada das profissões, mas o protagonismo continua sendo do ser humano. A primeira palestra foi ministrada por Paula Salomão, pós-graduada em Novas Tecnologias para a Educação e o Treinamento, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/RJ). Ela falou sobre a participação das pessoas e dos negócios no mundo digital.

Durante a tarde e noite do primeiro dia, ocorreram outras palestras, como a de Guilherme Bara, que enfatizou o tema “Construção de uma cultura inclusiva para atrair os melhores talentos”. Outro palestrante, Paulo Fernando, falou sobre as oportunidades e benefícios da nova legislação trabalhista para as organizações. Ele é juiz federal, da 5ª Vara do Trabalho de São Luís, com pós-graduação em Direito Constitucional, e coordenador geral da Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho (TRT/MA).

Reunião de profissionais

Segundo Edilson Lira, o congresso reuniu mais de 500 profissionais de recursos humanos, entre diretores, gerentes de empresas e outros cargos afins. “A proposta é contribuir com esses gestores, no sentido de capacitar, de gerar reflexão, e mostrar que, embora seja um mundo tecnológico, o protagonismo é das pessoas. A gente não tem tecnologia, não tem evolução e inovação, sem as pessoas”, assinalou o presidente da ABRH/MA.

Ele frisou que a tecnologia, ao contrário do que algumas pessoas pensam, não extingue profissões. Para o presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos Maranhão, o ambiente virtual gera novos empregos. “Não conseguimos mudar essa realidade. O papel das empresas, dos gestores, é educar as pessoas para que possam competir nesse cenário. Essa engrenagem precisa andar, tendo o ser humano, claro, como protagonista principal”, destacou Edilson Lira.

O presidente da ABRH/MA observou que o propósito é disseminar o conhecimento e incentivar a inovação nas empresas que atuam no Maranhão.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte