COLUNA SOCIAL

Pergentino Holanda

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h22
O PALAZZO EVENTOS foi o palco escolhido por Talita Mendes Brandão para a cerimônia seguida de grande festa do seu casamento com Dollares Queiroz, na última sexta-feira. Acima os noivos seguindo para a área da recepção; à direita, a noiva com o pai Klésio Mendes; embaixo, os tios Évila (é irmã de Klésio) e Antonio José Garcia Pinheiro com os filhos Ana Gisely, Adriana e Antonio José Garcia Pinheiro, o “Paizão”
O PALAZZO EVENTOS foi o palco escolhido por Talita Mendes Brandão para a cerimônia seguida de grande festa do seu casamento com Dollares Queiroz, na última sexta-feira. Acima os noivos seguindo para a área da recepção; à direita, a noiva com o pai Klésio Mendes; embaixo, os tios Évila (é irmã de Klésio) e Antonio José Garcia Pinheiro com os filhos Ana Gisely, Adriana e Antonio José Garcia Pinheiro, o “Paizão”

Turismo especial
Os adeptos e simpatizantes do turismo de aventura e do ecoturismo vão gostar das boas novas: os Sebrae do Maranhão e Tocantins acabam de retomar o antigo projeto de estruturação de uma rota turística entre a Chapada das Mesas e o Jalapão.
A ideia é articular, a exemplo da Rota das Emoções, a integração dos territórios junto aos entes representativos competentes dos dois estados.
Recentemente, dirigentes, gerentes e analistas do Sebrae Maranhão, representantes do poder público, empresários e Instância de Governança da Chapada das Mesas estiveram no Jalapão para conhecer o território, aferir o progresso, os gargalos e os desafios que o território apresenta.

Turismo especial 2
Em dezembro, a missão inversa acontece e o Maranhão receberá a comitiva tocantinense para analisar os mesmos pontos com o propósito de, em um momento posterior, alinharem as estratégias para estruturar a integração dos destinos.
A propósito: o Polo Chapada das Mesas e o Parque Estadual do Jalapão receberam no último ano mais de 110 mil visitantes.
Com a integração do roteiro a perspectiva é que esse volume aumente, assim como os pequenos negócios do trade nos dois destinos.

Ópera para todos
A expectativa já é grande, para a encenação pelo alunos de alfabetização do Colégio Dom Bosco, da ópera Sansão e Dalila. O evento marca o encerramento do projeto especial de alfabetização da escola.
O exclusivo método de alfabetização, desenvolvido pela Diretora do Grupo Dom Bosco Ceres Murad, utiliza o estudo completo de uma ópera – incluindo música, interpretação e dança – como base para todo o rico processo de aprendizagem da leitura e da escrita, tendo a encenação da ópera estudada ao longo do ano como a culminância do processo, juntamente com o lançamento do livro escrito pelos alunos, com uma releitura autoral da ópera estudada.
A metodologia, vale lembrar, já foi premiada com a comenda Darcy Ribeiro, prêmio máximo da educação brasileira.

Ópera para todos 2
No próximo sábado, às 19h, no Ginásio do Colégio Dom Bosco, como já é tradição na escola, pais e familiares dos alunos irão prestigiar a encenação.
Com cenário do arquiteto Roosevelt Murad; adaptação, produção e direção de Ceres Murad e assistência de Direção de Raíssa Murad; a apresentação de Sansão e Dalila é acima de tudo uma história de amor.
O drama criado pelo compositor francês Camille Saint-Saëns mostra a história do forte guerreiro Sansão na Palestina. Um bravo líder hebreu, que derrotou os filisteus, mas sucumbiu aos encantos e à sedução da bela Dalila.

Posse em Brasília
Empresários maranhenses, a exemplo do presidente da Fiema, Edilson Baldez das Neves, estiveran presentes ontem, em Brasília, na posse de Natalino Salgado Filho no cargo de reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). A cerimônia foi presidida pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, na sede do Ministério da Educação (MEC). A solenidade contou ainda com a presença do secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Lima, do vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão, dos deputados federais Aluísio Mendes, Edilázio Júnior, Eduardo Braide,
Gastão Vieira e João Marcelo Souza

TRIVIAL VARIADO

A nova Previdência, promulgada ontem, estabelecerá mudança na idade para aposentadoria e regras de transição. A tendência é que ocorra eliminação dos avanços como triênio e quinquênio. A prioridade de governos estaduais passa a ser a prorrogação do decreto de calamidade financeira.

Finalmente, o governo federal toma a iniciativa de gerar empregos para a faixa entre 18 e 29 anos. Prevê a redução de encargos trabalhistas para os empregadores. Entre o dinheiro a menos no caixa do setor público e a dignidade de jovens, a segunda escolha é a melhor.

Hoje, ficam proibidos de exercer atividades os que distribuem, comercializam, transportam ou estocam derivados de petróleo, gás natural e biocombustíveis adulterados. Projeto que tramita na Câmara dos Deputados eleva a pena para 30 anos.

Para se ter ideia dos cuidados que a festa do Jubileu de Ouro de Jornalismo deste Repórter PH está merecendo, basta dizer que as recepcionistas usarão belos vestidos criados pela designer Vanuza Oliveira especialmente
para essa noite.

A cantora Alcione vai fazer mais um show internacional: dia 8 de fevereiro, a Marrom se apresenta para uma plateia de alto nível em Stuttgart, na Alemanha, a mesma cidade que projetou para o mundo a bailarina brasileira Marcia Haydée.

DE RELANCE

Jubileu de Ouro é o assunto
Em todas as reuniões sociais da cidade o assunto da moda é a festa do Jubileu de Ouro de Jornalismo deste Repórter PH. A celebração promovida pelo Grupo Mirante está atraindo convidados de vários estados para essa grande noite de charme, elegância e glamour. Nesta semana, Teresa Martins tem insistido com os convidados para que apressem a confirmação de presença, pois só assim o planejamento da festa não sofrerá alteração.

Jubileu de Ouro é o assunto 2
Como já foi dito aqui, a noite de gala será no dia 7 de dezembro, no Palazzo Eventos, no Araçagy. Os homens usarão terno escuro e as mulheres, vestidos longos. Tudo está sendo preparado para marcar época na vida social de São Luís como um dos mais elegantes acontecimentos sociais de todos os tempos nesta Capital. Sobre as atrações da noite, é um segredo que vem sendo guardado a sete chaves. E certamente vai ser uma agradável surpresa para todos os convidados.

A questão é Legislativa
Os dois times entraram ontem na sala da Comissão de Constituição e Justiça, da Câmara dos Deputados, para o debate sobre a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. O assunto poderia ter sido votado desde 2016, quando surgiu a jurisprudência. Se os parlamentares não tivessem se omitido, a decisão não ficaria nas mãos do Supremo Tribunal Federal.

O complicador
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, é um especialista em pôr o bode na sala e depois tirá-lo, aparecendo como dono da solução. Ele já declarou que a discussão sobre a prisão após condenação em segunda instância “não é a única urgência do Brasil” e defendeu cautela na análise do assunto pelo Congresso. Acha “que qualquer resposta precipitada que o Parlamento der, vai ser o responsável por gerar mais instabilidade política.” Maia tenta demonstrar que as decisões da Câmara são sempre muito equilibradas.

Papete virou verbo
Como temática do Carnaval 2020 a Turma do Quinto traz “Bacabal de Azul e Branco Canta Seu Centenário de Histórias e Glórias”. Sabemos que a terra das bacabas tem por filho ilustre o cantor, compositor e percussionista José de Ribamar Viana, batizado no mundo das artes como Papete. Na proposta apresentada pelos compositores Allysson Ribeiro, Eulálio Figueiredo, Renato Guimarães e Dominguinhos Lopes ao concurso da Bateria Explosão, Papete virou verbo.

Papete virou verbo 2
No assunto: o gerúndio “Papeteando” floreia a letra do samba-enredo, trazendo um cheiro especial de Rosa Amarela à composição. A verbalização consegue traduzir esse fervor cultural do Maranhão. Toques de tambores, cordas, sopros e vozes inesquecíveis como a de Papete é o que nos torna únicos. O Carnaval está chegando, vamos “Papetear”?

Decepcionante exclusão
Foi frustrante o recuo do governo federal. De última hora, excluiu os estímulos à contratação de pessoas acima de 55 anos do programa voltado a incentivar o emprego no país. O próprio Planalto havia anunciado que os trabalhadores maduros seriam contemplados. Um erro que, espera-se, possa ser consertado. Embora decepcionante, cabe afirmar que, em breve, esse tipo de ajuda aos grisalhos será totalmente desnecessária, porque contar com gente mais experiente na linha de frente será questão de sobrevivência para os negócios.

Redes sociais
O caso da advogada gaúcha que incitou estupro e assassinato das filhas dos ministros do STF foi parar no Tribunal de Ética da OAB-RS. O presidente da entidade encaminhou um ofício nesse sentido, cobrando imediatas providências a partir da declaração da advogada em redes sociais, justificando que incitar publicamente a violência é atentar contra as boas práticas de conduta que regem o Estado democrático de direito, ainda mais vindo de uma advogada que presta juramento no qual está decretado o seu papel em defesa da Constituição. A postagem da advogada se sucedeu à decisão que acabou com a prisão depois de julgamento em segunda instância.

Para escrever na pedra:
“Eu não podia me dar ao luxo de ser gentil. Primeiro tinha de ficar rico.” De Aristóteles Onassis, um dos bilionários do século passado.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.