Polícia | Morte

Militar é acusado de duplo homicídio, em Imperatriz

Quatro pessoas foram baleadas e, entre elas, duas morreram durante confusão motivada por som alto
09/11/2019

São Luís - A polícia informou que o militar Bruno Leonardo Alencar deve ficar preso por um período de um mês na sede do 3º Batalhão da Polícia Militar, em Imperatriz. De acordo com a polícia, ele é lotado no quartel da cidade de Amarante do Maranhão e está sendo acusado da morte de Luciano dos Santos Lopes e Lucas Gustavo Chaves como também de ter baleado mais duas mulheres, nomes não revelados. O crime ocorreu durante uma festa em uma chácara, no dia 26 do mês passado, em Imperatriz.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte