Polícia | Latrocínios

Três mortes em menos de três meses em assaltos a pontos comerciais no MA

Último caso ocorreu no centro da capital; houve também registro na Jordoa e uma ocorrência na Região Tocantina, onde um PM foi baleado na cabeça
Ismael Araújo / O Estado 06/11/2019
Três mortes em menos de três meses em assaltos a pontos comerciais no MACleyton Pinto Vasconcelos que atirou e matou o vendedor William Araújo Braga (De Jesus / O ESTADO)

São Luís - Três pessoas já foram assassinadas a tiros durante ocorrências de roubo a estabelecimentos comerciais em menos de três meses no Maranhão. O último caso ocorreu em pleno centro de São Luís, na tarde de segunda-feira, 4, e teve como vítima o vendedor William Araújo Braga, de 55 anos. Segundo a polícia, um casal de bandidos tentou assaltar uma loja de ourives, localizada na Rua da Paz, e baleou o vendedor no peito e no abdômen, fez duas pessoas reféns e acabou mobilizando um forte aparato policial.

Um dos envolvidos foi preso e identificado como Cleyton Pinto Vasconcelos, de 34 anos, e apresentado no Plantão de Polícia das Cajazeiras, no centro. Ele declarou para a polícia que portava uma pistola 380 e estava em companhia de uma mulher, que conseguiu fugir do cerco policial.
O detido também disse que, primeiramente, abordou os proprietários desse estabelecimento comercial, Antônio Carlos e Eliete Silva, mas acabou sendo surpreendido por William Braga, que portava um pedaço de madeira.

Em seguida, ele efetuou vários tiros e acabou alvejando William Braga, que foi levado para o Hospital Municipal Socorrão I, no centro, onde veio a falecer. A polícia informou que o detido vai responder pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte) e já tinha sido preso na cidade de Turiaçu, no dia 7 de julho de 2014, suspeito de crime de roubo. Há suspeita que esse criminoso participou da explosão dos caixas eletrônicos do Banco do Brasil de Rosário, ocorrido no mês de julho deste ano.

O caso está sendo investigado pela equipe da Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP). O detido foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas e até o período da tarde de ontem não tinha registro da prisão da outra envolvida nessa ação criminosa.

Loja de celulares

José Carlos de Sousa Launé, o Carlinhos da Macaúba, de 19 anos, foi morto durante um assalto a uma loja de acessórios de celulares, na rua Cinco de Janeiro, no bairro da Jordoa, nas proximidades do Hospital Getúlio Vargas, na tarde do dia 15 de agosto deste ano.

A polícia informou que dois assaltantes, portando arma de fogo, invadiram a loja e anunciaram o roubo. Um dos clientes, nome não revelado, reagiu ao assalto e disparou contra os bandidos. Houve tiroteio. Os funcionários e clientes ficaram apavorados com receio de serem baleados.

Durante a troca de tiros, José de Sousa foi atingido e morreu ainda no local. No bolso do assaltante, a polícia encontro R$ 520,00. Enquanto, o outro criminoso conseguiu fugir em um veículo, que o aguardava. Ele teria levado o dinheiro, notebook e celulares.

A movimentação de viaturas da Polícia Militar e de populares em busca de informações sobre o crime, foi intensa no local. O trânsito na área ficou engarrafado e foi necessário a presença dos agentes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT). Há informações de que o proprietário do estabelecimento comercial ficou em estado de choque. A Polícia Civil investiga o caso.

Policial assassinado

O soldado da Polícia Militar, Wanderson Monteiro dos Santos Silva, de 27 anos, foi assassinado dentro de uma loja de celulares, localizada no bairro Juçara, em Imperatriz, no dia 23 de setembro deste ano. Ele havia ingressado na corporação militar no ano passado e era lotado no 30º Batalhão da Polícia Militar, na cidade de Buriticupu.

De acordo com a polícia, o militar estava de folga e trabalhava como segurança nessa loja. Dois criminosos invadiram o estabelecimento comercial e anunciaram o assalto. O policial reagiu à ação e trocou tiros com os criminosos.

Um das balas atingiu a cabeça do militar e morreu no local. Os assaltantes ao perceberem que haviam atingido o policial, fugiram. Ainda segundo a polícia, três criminosos participaram desse assalto. Um deles, identificado como Pedro Brito de Sousa, o Pedim, de 19 anos, que foi morto ainda no dia do crime ao trocar tiros com policiais, no bairro do Bacuri. Os outros envolvidos foram Pedro Vinícius da Silva Fontes, Olho de Gato, de 19 anos; Emerson Santos de Sousa, de 25 anos, foram presos no mês passado, no estado do Pará.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte