Política | Afastamento

Promotora que exibiu camisa de Bolsonaro se afasta do caso Marielle

Pedido ocorreu após repercussão de posts que a mostram apoiando a campanha do então candidato à Presidência Jair Bolsonaro, em 2018
02/11/2019

Rio de Janeiro - Apromotora Carmen Eliza Bastos de Carvalho pediu na sexta-feira, 1º, afastamento das investigações do Ministério Público do Rio (MPRJ) sobre a morte de Marielle Franco e Anderson Gomes, em 14 de março de 2018. O pedido ocorreu após a repercussão dos posts em redes sociais que a mostram apoiando a campanha do então candidato à Presidência Jair Bolsonaro, em 2018. A informação foi confirmada pelo MP e pela própria promotora, em carta aberta.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte