Política | Caso Marielle

Witsel lamenta posicionamento de Jair Bolsonaro sobre citação em caso Mariell

Governador do Rio de Janeiro disse que as manifestações do presidente da República são intempestivas
30/10/2019 às 10h39
Witsel lamenta posicionamento de Jair Bolsonaro sobre citação em caso MariellWilson Witzel respondeu a Bolsonaro sobre depoimento de porteiro sobre o dia da morte da vereadora Marielle Franco (Reprodução)

Rio de Janeiro - O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witsel, respondeu às acusações do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), de que teria vazado de forma proposital as investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco. Para o governador, as manifestações de Bolsonaro foram intempestivas.

Ainda de acordo com o gestor, “jamais houve qualquer tipo de interferência política nas investigações conduzidas pelo Ministério Público e a cargo da Polícia Civil”. Witsel também informou não ter nada contra o chefe do Executivo federal.

A resposta do governador do Rio ocorreu horas após uma live do presidente que respondeu à uma reportagem exibida ontem (29) pelo Jornal Nacional, da TV Globo. De acordo com a matéria, um dos acusados do crime teria – horas antes da morte da vereadora – ido até o condomínio onde reside Bolsonaro no Rio para procurá-lo. A informação se baseou no depoimento de um porteiro do local.

Sobre a suspeição, Bolsonaro rechaçou qualquer participação no crime. Segundo ele, trata-se de um movimento de Witsel para atingi-lo, com o intuito de se eleger presidente do Brasil em 2022.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte