Política | Base de Alcântara

Alcântara: votação do AST ficou para a próxima semana

Deputados federais analisaram os requerimentos apresentados na sessão da quarta-feira, 16, mas devido a obstrução da oposição e também com acordo da maioria dos líderes, votação do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas ficou para terça-feira, 22
Carla Lima/Editora de Política17/10/2019 às 09h41
Alcântara: votação do AST ficou para a próxima semanaAST tramita na Câmara dos Deputados desde o primeiro semestre e pouco avançou mesmo com regime de urgência aprovado (De Jesus / O ESTADO)

Por mais uma vez os deputados federais não votaram o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) assinado entre o Brasil e os Estados Unidos em março deste ano. Um acordo entre a maior parte dos líderes partidários transferiu para a próxima terça-feira, 22, a votação da proposta que tramita em regime de urgência na Câmara dos Deputados.

Pelo acordo, a matéria será o primeiro item da pauta, e a oposição não fará obstrução (como aconteceu na sessão da quarta-feira, 16), para garantir a votação dos destaques apresentados ao texto.

A fase de discussão do texto foi encerrada na noite da quarta-feira, 16, com a análise de todos os requerimentos apresentados.

Maranhão

Dos deputados da bancada do Maranhão, não houve registro de contestação dos presentes. Os deputados defenderam a votação. Dos 18 membros da bancada maranhense na Câmara os Deputados, não estavam na sessão Cléber Verde (PRB), Bira do Pindaré (PSB) e André Fufuca (PP).

Proteção de tecnologia

O AST estabelece regras para o uso do centro de Alcântara por países que utilizam tecnologia norte-americana – presente em 80% dos componentes de foguetes e lançadores. O texto também contém cláusulas que protegem a tecnologia americana de lançamento de foguetes e estabelece normas de uso e circulação da base por técnicos brasileiros.

A oposição obstruiu os trabalhos por ser contra os termos do acordo, por considerar que o texto fere a soberania nacional e afeta a vida dos quilombolas presentes na área.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte