Geral | Meio ambiente

Bolsonaro diz que despejo de petróleo pode ter sido criminoso

Segundo o balanço do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), 132 localidades foram atingidas no Nordeste, origem do óleo ainda é desconhecida
09/10/2019

BRASÍLIA- O presidente Jair Bolsonaro disse ontem que as manchas de petróleo que atingem o litoral do nordeste desde o mês passado podem ter sido despejadas “criminosamente". “É um volume que não está sendo constante. Se fosse de um navio que tivesse afundado estaria saindo ainda óleo. Parece que criminosamente algo foi despejado lá”, disse, ao deixar o Palácio da Alvorada, após reunião com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte