Geral | Intervenção

PGR manifestará pedido de permanência de PM em prisão federal acusado de morte de Marielle Franco

A intervenção da PGR é uma resposta à defesa do PM acusado, que havia solicitado seu retorno à capital carioca nos últimos dias
04/10/2019

RIO DE JANEIRO - O policial militar Ronnie Lessa, acusado de participação na morte da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco e do motorista dela, Anderson Gomes, dever permanecer em presídio federal. Esta é a meta da Procuradoria-Geral da República (PGR), que se manifestou pela manutenção do mesmo na unidade.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte