Polícia | Violência

Acusado de tentar estuprar criança é espancado no município de Icatu

Josielson Sousa Silva foi flagrado tentando estuprar uma criança de 7 anos; moradores revoltados o prenderam tentaram linchá-lo, mas o deixaram amarrado no posta
Ismael Araújo04/10/2019
Acusado de tentar estuprar criança é espancado no município de IcatuJosielson Sousa Silva espancado e amarrado no poste (Divulgação)

ICATU - Josielson Sousa Silva, de 25 anos, foi encontrado ontem amarrado em um poste de iluminação pública e com vários ferimentos. O fato ocorreu no povoado Itapera, zona rural de Icatu. Segundo a polícia, ele teria sido agredido por populares após ter tentado violentar sexualmente uma criança, de 7 anos, nessa localidade.

O acusado foi flagrado pela mãe da criança quando tentava praticar o crime. Ele já estava despido com a menina quando a mãe dela chegou e deu o alarme. Moradores revoltados tentaram linchar o criminoso, o agredindo a tiros e golpes de faca e o deixaram amarrado em um poste em via pública até a chegada da polícia.

Josielson foi socorrido pelos policiais e levado para o Hospital de Icatu, onde foi medicado em seguida foi apresentado na delegacia local.

Monitor

A Polícia Civil prendeu, ontem, em cumprimento de uma ordem judicial, Hiago Vinícius Pereira Silva, o HG, acusado de ter assassinado o monitor da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), Marcos Pablo de Souza Penha. O crime ocorreu no dia 13 de junho deste ano, na Vila das Mercês, em Paço do Lumiar.

O detido foi levado para a sede da Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP), na Beira-Mar, onde prestou esclarecimentos sobre o caso e, logo após, levado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Também, ontem, foi preso na Ilha, Elias Mendes Soares, de 20 anos, e Luís Rean Santos Rocha, de 18 anos, e apreenderam dois adolescentes acusados de terem assaltado um coletivo, nas proximidades de um shopping, no bairro do Anil. Com eles, a polícia apreendeu duas armas brancas e um simulacro de arma de fogo.

Segundo a polícia, a agência dos Correios do bairro do João Paulo foi assaltada no começo da tarde de ontem por três criminosos, que levaram a arma do vigilante. Militares foram acionados, mas até a noite não havia registro de prisão. A Polícia Federal vai investigar o caso.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte