Estado Maior | COLUNA

O importante é o AST

02/10/2019

Parte dos deputados federais do Maranhão reagiu à informação de remoção de famílias de comunidades quilombolas em Alcântara com a aprovação do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST). Os parlamentares, claro, defenderam a importância econômica do uso comercial da Base de Alcântara para lançamento de foguetes e satélites.
No entanto, a questão social foi praticamente ignorada pelos deputados maranhenses. São priorizados pelos parlamentares a questão dos valores reais que Alcântara, Maranhão e Brasil podem receber com o AST, os valores gastos pela União para manter a base e ainda - mesmo sem ser explícito - os dividendos políticos pelo apoio à parceria comercial Brasil com os Estados Unidos.
Ficou em segundo plano, de forma clara, a questão social. Os deputados querem o Acordo, mas ignoram os problemas sociais que poderão ocorrer após aprovação do AST. A remoção de 800 famílias e a impossibilidade de acesso de civis ao alto mar também é um problema.
Mas, dos 21 parlamentares que compõem a bancada do Maranhão no Congresso Nacional, as questões sociais ficarão para depois.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte