Polícia | Cerco

Guarda municipal de Viana morre ao trocar tiros com os policiais

Operação policial visava desmontar um esquema criminoso montado pelos funcionários do município, mas houve troca de tiros; um morreu e cinco foram presos
Ismael Araújo02/10/2019
Guarda municipal de Viana morre ao trocar tiros com os policiaisRaimundo dos Santos, guarda municipal morto em Viana (Divulgação)

VIANA - O guarda municipal Raimundo dos Santos Baia Pinheiro, de Viana, foi morto ontem em confronto com a Polícia Militar. Na operação, que teve participação de policiais civis, foram presos o policial militar aposentado, José Raimundo Costa, o Manelão; Francisco de Assis Mendonça Neto, João Batista Meireles, o Curica; Márcio Aurélio Mendonça e Rayones Queiroz de Sousa, todos da Guarda Municipal local.

O delegado Guilherme Campelo, superintendente da Polícia Civil do Interior, informou que os detidos integravam uma quadrilha responsável pela prática de vários crimes, como ameaças de morte e abuso de autoridades a populares. Eles, inclusive, são acusados de ostentarem armas de fogo em via pública diariamente.

A polícia começou a investigar a denúncia e ao constar as irregularidades, solicitou ao Poder Judiciários os mandados de prisão e de busca e apreensão. Ontem, os policiais militares e civis deram cumprimento a essas ordens judiciais na Baixada Maranhense. “Houve denúncias de abusos praticados por funcionários contratados pela Guarda Municipal, então, a polícia investigou o caso por mais de três meses”, explicou o delegado.

“Houve denúncias de abusos praticados por funcionários contratados pela Guarda Municipal de Viana, a polícia, então, investigou o caso por mais de três meses”.Delegado Guilherme Campelo, superintendente do Interior

Cerco

Um dos pontos visitados pela polícia foi a residência de Raimundo Baia, na zona rural de Viana. Ao chegarem ao local, os policiais foram recebidos a tiros. Houve confronto e uma das balas atingiu Raimundo Baia. O delegado declarou que o baleado foi levado para o Hospital Regional José Murad, em Viana, onde chegou sem vida.

Na casa dele, a polícia encontrou um revólver calibre 38, munições, um par de algemas e duas placas de coletes balísticos. “Baia já tinha passagem por porte ilegal de arma de fogo e receptação de placas balísticas de colete”, disse o delegado.

Na residência do militar aposentado, os policiais apreenderam uma pistola 380, carregadores e diversas munições. Os policiais também encontraram armas, munição, algemas e balaclavas nas casas dos outros presos.

Os detidos e o material apreendidos foram apresentados na delegacia regional de Viana. O delegado afirmou que eles vão responder inicialmente pelos crimes de associação criminosa e posse ilegal de arma de fogo e munição.

Números

5

foi o número de guardas municipais de Viana presos em operação das Polícias Militar e Civil; um foi morto ao enfrentar os policiais

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte