Viaje Mais

Jericoacoara: a queridinha Cearense, patrimônio mundial

Os encantos do lugar que atrai turistas de todo o mundo por suas paisagens deslumbrantes e outros atrativos.
Sheila Dureles27/09/2019
Redes na lagoa de água cristalina é convite ao sossego

Praia que recebe turistas desde os anos de 1980, Jeri para os íntimos, é um convite a kitesurf, festas e burburinho. Conta hoje com hotéis sofisticados, bares e restaurantes de gastronomia apurada, além de beach clubs em suas lagoas ao estilo europeu.

A cidade

Jericoacoara não é a mesma de 30 anos atrás, quando se dormia em redes na casa de pescadores e se curtia o bucolismo do pôr do sol. A cidade hoje tem hotéis sofisticados, restaurantes renomados, preferida por famosos para casamentos e perfeita para curtir kite e windsurf.

Festas, então! Todas as noites e as mais variadas. Muito além do forró, tão famoso anteriormente. O Réveillon da cidade já é um dos mais badalados do Brasil, rivalizando com as também lindas Trancoso e Noronha.

Jeri é lugar perfeito para a prática do kitesurfe

Quando ir

Jeri recebe turistas o ano inteiro. Tem hoje seu próprio aeroporto e recebe gente do mundo inteiro. É comum você ouvir por seus becos e ruas diferentes idiomas. Nos meses de janeiro a abril, é comum haver dias de chuva, mas no resto do ano o sol brilha, para a alegria dos visitantes.

Nos meses de setembro a dezembro venta bastante e são os melhores para a prática de kite e windsurf. E para esses esportes, o melhor destino fica na Praia do Preá.

Dedique a Jeri no mínimo quatro dias. Em seu primeiro dia, vá à duna do pôr do sol da vila e curta o visual de ver o sol se pôr no mar. No segundo, faça o passeio de buggy do lado leste: você visitará a Pedra Furada, Árvore da Preguiça, Praia do Preá, Lagoa do Paraíso/The Alchimist Club, dunas e lagoa da Barrinha. Neste dia, verá quase todos os lugares mais bonitos a serem visitados.

No seu terceiro dia, faça o passeio do lado oeste. Recomendo de buggy, para viver a emoção de subir e descer dunas. Inesquecível. No lado oeste, você visitará a Praia do Mangue Seco - para mim um dos lugares mais bonitos de toda Jericoacoara -, travessia do rio Guriú em uma balsa. Poderá também fazer um passeio de barco pelo mangue e ver cavalos-marinhos e o lago Grande em Tatajuba.

Na vila, passeie pelo local, tire aquela foto clássica na jangadinha da praça

Gastronomia

No passeio do lado leste, aconselho passar o dia no The Alchimist, que tem pratos que atendem a todos os gostos e ótima estrutura de atendimento. No lado oeste, recomendo comer uma lagosta assada na brasa, mas as barracas dispõem de opções de peixes e mariscos fresquíssimos.

Na vila, recomendo comer no restaurante Pimenta Verde. Gostei muito também as tapiocas na vila.

Artesanato

O crochê é um forte na cidade e está presente em todos os lugares. Recomendo ir até a associação das “crocheteiras”, locais para compra de produtos para casa e também lindíssimas saídas de praia e outras coisas mais.

Enfim, Jericoacoara hoje é mais uma cidadã do mundo do que uma praia bucólica do litoral cearense. Mas ela a todo tempo consegue se renovar e te surpreender.

Boa viagem.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte