Polícia | Ação criminosa

Policial Militar é morto ao reagir a um assalto em Imperatriz

PM lotado no quartel em Buriticupu, trabalhava como segurança de uma loja de celular no bairro Juçara, em Imperatriz, quando foi surpreendido pelos criminosos
Ismael Araújo24/09/2019
Policial Militar  é morto ao reagir a um assalto em ImperatrizWanderson Monteiro dos Santos Silva, morto em Imperatriz (Divulgação)

IMPERATRIZ - Dois policiais militares já foram assassinados a tiros e um bombeiro militar foi vítima de tentativa de latrocínio este ano na cidade de Imperatriz. O último caso ocorreu ontem, no início da tarde e a vítima foi Wanderson Monteiro dos Santos Silva, idade não revelada. Ele havia ingressado na corporação militar no ano passado e era lotado no 30º Batalhão da Polícia Militar, em Buriticupu.

A polícia informou que o militar, com estava de folga ontem, trabalhava como segurança em uma loja de celular, na Rua Paraíba, no bairro Juçara. Dois criminosos invadiram o estabelecimento comercial e anunciaram o assalto. O policial reagiu à ação e trocou tiros com os criminosos.

Um das balas atingiu a cabeça do militar e morreu no local. Os assaltantes ao perceberem que haviam atingido o policial, fugiram. Uma guarnição da Polícia Militar foi acionada e realizou ronda na área, mas conseguiram prender os bandidos.

O corpo do policial foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Imperatriz para a autópsia e liberado em seguida para os familiares. A Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoas (DHPP) está investigando o caso.

Latrocínio

O sargento reformado Joselito Fernando Marinho foi o primeiro caso deste ano naquela cidade. Ele foi vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte), no dia 3 de janeiro, no bairro Maranhão Novo. A polícia informou que o militar tinha ido ao banco realizar um saque para a empresa onde trabalhava como motorista e acabou sendo surpreendido pelos criminosos, nas proximidades do condomínio Copacabana.

O militar reagiu ao assalto e chegou a travar uma luta corporal com os criminosos, mas acabou baleado e morreu no local. Os bandidos fugiram levando cerca de R$ 30 mil e a pistola do militar, que foi abandonada próximo ao local do crime.

A polícia realizou um cerco na cidade e conseguiu prender três acusados desse crime, Zandonai Barbosa Oliveira, Vinícius Lima Damasceno e Ruhan Carlos Silva Lima. No dia 6 de janeiro, o quatro envolvido, Eduardo Nogueira da Silva, morreu em confronto com militares na cidade de Amarante do Maranhão.

Tentativa de latrocínio

Já o sargento do Corpo de Bombeiros Militar, José Wilton Nunes, de 45 anos, foi vítima de tentativa de latrocínio, na tarde do dia 29 de agosto deste ano, no bairro São José, em Imperatriz. A polícia informou que o bombeiro reagiu ao assalto ocorrido na rua onde reside.

Ele foi alvejado na virilha pelos bandidos e foi levado para o Hospital Municipal de Imperatriz onde recebeu atendimento médico e foi liberado. Ainda segundo a polícia, um dos envolvidos nesse crime foi identificado apenas como Pedim, que foi preso. Ele reponde ainda pelo crime de latrocínio em Davinópolis, que teve como vítima Jailson Sipauba Moura, de 31 anos.

Entenda

Casos de mortes de PMs em Imperatriz no decorrer deste ano

Dia 3 de janeiro: o sargento aposentado Joselito Fernando Marinho foi morto a tiros e os bandidos levaram R$ 30 mil;

Dia 23 de setembro: Wanderson Monteiro dos Santos Silva foi assassinado após reagir assalto a uma loja de celular.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte