Polícia | Investigação

Inquérito é instaurado para elucidar morte de jogador decapitado

O corpo do jogador de futebol Maike foi encontrado nas proximidades de um campo de futebol, perto da cabeça. A família da vítima é muito humilde e está recebendo doações.
Nelson Melo23/09/2019
Inquérito é instaurado para elucidar morte de jogador decapitadoMaike, jovem assassinado em Grajaú (Divulgação)

GRAJAÚ - Permanece sendo investigada a morte brutal de um jogador de futebol na cidade de Grajaú/MA, fato ocorrido na manhã da última sexta-feira, 20, sendo que ele foi identificado como Maike. A vítima foi encontrada decapitada nas proximidades de um campo de futebol de nome “Pequizão”, perto do bairro Juçara, no setor Canoeiro. De acordo com a Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), um inquérito já foi instaurado para elucidar esse crime.

Como frisou o delegado Guilherme Campello, titular da SPCI, além da instauração do inquérito policial, já foram realizadas diligências no sentido de desvendar o homicídio e responsabilizar os envolvidos. “Temos mais informações, mas não podemos divulgar no momento para não atrapalhar as investigações nessa próxima semana”, pontuou ele ao Jornal O Estado.

Achado cadavérico

Maike foi localizado morto na manhã de sexta-feira, por volta das 8h. A cabeça dele estava perto do corpo, às margens de uma estrada. O rapaz estava trajando uma camisa e calça, além de estar calçado com um sapato preto. A cena deixou os moradores da região apavorados, pois aquele tipo de situação é incomum na região.

Uma informação que a polícia está verificando, para tentar encontrar algum elo, é o fato de que um irmão de Maike foi assassinado há cerca de um ano em Grajaú. A Polícia Civil apura se existe uma relação entre as duas mortes, embora o intervalo de tempo seja longo. Ou se, por outro lado, a motivação seja completamente desvinculada da ocorrência passada.

Família humilde

Moradores relataram que a família de Maike vive em situação de pobreza naquela região. A mãe dele ganha a vida vendendo comida em um dos canteiros da Avenida Rio Grajaú, no trecho da MA-006 que dá acesso ao município de Arame. Com essa pouca renda, tem que sustentar sozinha os sete filhos que restaram. Populares, compadecidos dessa realidade, decidiram fazer uma campanha nas redes sociais para arrecadar alimentos não perecíveis, roupas e calçados.

A mobilização está grande para ajudar a família do jogador de futebol. Igrejas evangélicas e várias entidades da cidade estão auxiliando nessa arrecadação de alimentos.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte