Esporte

Maranhense "Ai Kesen" faz seu primeiro treino na seleção da China

Elkeson, que se naturalizou recentemente, mudou de nome e se prepara para estreia nas eliminatórias
02/09/2019 às 17h14
Maranhense "Ai Kesen" faz seu primeiro treino na seleção da China Elkeson é ídolo no futebol chinês (ELKESON CHINA)

SÃO LUÍS – Se você perguntar para algum torcedor do Botafogo quem é Ai Kesen, é quase certo que ele não conheça. Mas se a pergunta for sobre Elkeson, não tenha dúvida que ele vai saber responder. Pois bem, o maranhense Elkeson de Oliveira Cardoso, que foi revelado para o futebol mundial pelo Glorioso, agora é Ai Kesen, atleta da seleção chinesa. Nascido em Coelho Neto (385 km da capital) , o atacante, que se naturalizou recentemente, fez, nesta segunda-feira (2), seu primeiro treino com o selecionado asiático.

Elkeson se apresentou ao técnico Marcello Lippi para iniciar os treinamentos de olho nos jogos contra Maldivas e Guam, pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. O maranhense é o primeiro jogador sem ascendência chinesa a se naturalizar no país, Elkeson, ou Ai Kesen, destacou a oportunidade de voltar a trabalhar com o italiano Marcello Lippi, técnico da seleção chinesa e que o comandou no Guangzhou Evergrande.

“Quando vim para a China foi com um convite do mister [Lippi], e poder fazer parte desse projeto da seleção com ele no comando, me conhece muito bem. Sabe as minhas características. Então, espero poder ajudá-lo da melhor maneira possível dentro de campo para podermos conquistar nossos objetivos”, comentou o atleta, em entrevista ao Globoesporte.com.

Elkeson de Oliveira Cardoso, que não tem passagem por nenhuma equipe profissional do Maranhão, e começou sua carreira nas categorias de base do Vitória, da Bahia, se destacou no Botafogo, em 2011. A boa fase no Glorioso o levou para a Seleção Brasileira, e ele se transferiu, em 2012, para o futebol chinês por 5,7 milhões de euros (cerca de R$ 15,6 milhões).

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte