Curso de educação financeira orienta como melhor gerenciar seu dinheiro

Promovido pela Dinâmica Contabilidade e Consultoria, o curso é voltado para pessoas que têm interesse em aprender um pouco mais sobre conciliar gastos com a receita recebida

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h23

Em pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Comércios, Bens e Serviços (CNC) divulgada em maio, 62,7% das famílias brasileiras em abril estavam endividadas, aumento de 0,3% no percentual em comparação a março deste ano. O índice ainda indica que, para 78% dos entrevistados, o cartão de crédito foi apontado como o principal responsável pelo endividamento, seguido dos carnês com 14,4% e financiamento de carro, com 10%. A questão do endividamento será discutida e orientada no curso de Educação Financeira - Pessoal - Gerencie seu Dinheiro, que acontecerá dia 31 deste mês, das 8h30 às 17h39, Edifício Vinicius de Moares, Renascença.

Em muitos casos, no entanto, para escapar do percentual acima seria necessário apenas um pouco mais de informação e controle nas despesas, considerando sempre como ponto de partida não gastar mais do que aquilo que ganha, apontam especialistas. Uma alternativa para saber controlar os gastos no final do mês e planejar o dinheiro da melhor forma possível, é investir na educação financeira.

De acordo com a definição estabelecida em 2005 pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), educação financeira é “o processo mediante o qual os indivíduos e as sociedades melhoram a sua compreensão em relação aos conceitos e produtos financeiros, de maneira que, com informação, formação e orientação, possam desenvolver os valores e as competências necessários para se tornarem mais conscientes das oportunidades e riscos neles envolvidos e, então, poderem fazer escolhas bem informadas, saber onde procurar ajuda e adotar outras ações que melhorem o seu bem-estar”. Em outras palavras, a educação financeira nos ajuda a trabalhar com planejamento, considerando uma série de fatores que influenciam diretamente nos gastos mensais.

Cursos com este objetivo, têm se tornado tendência entre empresários e mesmo pessoas comuns que buscam uma reeducação no planejamento financeiro. A educadora financeira Núbia Sousa, diretora da Dinâmica Contabilidade e Consultoria (empresa voltada para gestão financeira, educação financeira empresarial e rotinas administrativas) ministrará o curso de Educação Financeira Pessoal, voltado para as pessoas que têm interesse em aprender um pouco mais sobre conciliar gastos com a receita recebida. Entre os tópicos abordados estão construção de patrimônio, planejamento financeiro, cuidados com o consumo excessivo e mudanças de hábitos financeiros.

“Este é um curso voltado para finanças pessoais, o qual terá abrangência em nível de sociedade em geral podendo ser empresários, estudantes ou qualquer pessoa que esteja aprendendo, refinando ou até mesmo aperfeiçoando-se no que se refere à educação financeira. Então, será abordado no curso tanto questões técnicas quanto comportamentais para serem adotadas pelos participantes nas rotinas financeiras”, apontou.

Aprendendo na prática

A empresária Tatiane Coelho de Sousa participou de uma das edições do curso de Educação Financeira. Durante as aulas, ela aprendeu a importância do planejamento como uma das principais formas de alcançar uma reeducação financeira, que pode fazer toda a diferença no final do mês.

“Foi uma experiência muito boa porque a gente abre os olhos. Muitas vezes, gastamos dinheiro com coisas supérfluas e ter esse domínio daquilo que é necessário ou não, é muito bom. Assim, você consegue além de controlar os seus gastos e a sua vida financeira, você pode projetar o futuro, que é muito importante nesse momento, em que tudo está incerto, em que as coisas estão caras e assim, podemos nos planejar melhor”, explicou.

Mais

Como fazer para ter um melhor planejamento financeiro?

Dividas: primeiro faça um levantamento e veja as possibilidades de iniciar pelas menores.

Principalmente aquelas que demandam juros maiores;

Viagens: tenha hábitos de planejar pelo menos com três meses, busque conhecer todos os custos que terá, desde a água mineral até a diária do hotel, inclui na programação financeira as “lembrancinhas” que pretendes comprar.

Despesas de casa: faça seu orçamento doméstico ao menos uma vez, sempre obedecendo o que recebes com o que precisas.

Poupar: desenvolva o hábito de poupar no mínimo 5% do que ganha, se tiver difícil, comece com 2%x, mas comece e direcione para o seu propósito de liberdade financeira.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.