Estado Maior

Recadastramento

12/08/2019

A Justiça Eleitoral do Maranhão deu prosseguimento ao processo de recadastramento eleitoral biométrico obrigatório para eleitores de 40 municípios do estado.
Na semana passada, o Tribunal Regional Eleitoral realizou audiências públicas em alguns desses municípios, com o intuito de esclarecer dúvidas e divulgar como se dá, na prática, o processo eletrônico de votação no país.
As audiências foram presididas pelo desembargador Tyrone Silva, corregedor do TRE, juntamente com os juízes Maria José França Ribeiro (110ª zona eleitoral – Morros) e Aurimar de Andrade Arrais Sobrinho (32ª zona, de onde Santo Amaro é cidade termo), acompanhados de prefeitos e presidentes de Câmaras Municipais das cidades onde foram realizadas as audiências.
Além das audiências públicas, a Justiça Eleitoral tem adotado medidas que têm beneficiado o eleitor maranhense.
Exemplo disso é a possibilidade, a partir de hoje, de eleitores dos municípios de Cajari e Cururupu optarem pelo recadastramento biométrico obrigatório na capital, São Luís.
As cidades foram incluídas no projeto-piloto lançado no dia 22 de julho pelo presidente do TRE, desembargador Cleones Cunha, que facilita o recadastramento biométrico de eleitores de municípios em revisão eleitoral obrigatória para que possam ser atendidos em cidades diversas daquela de seu domicílio eleitoral regular.
Os eleitores de Cajari terão até o dia 29 de agosto e os de Cururupu até o dia 29 de setembro para realizarem o procedimento. Se não comparecerem no período correspondente, a revisão só poderá ser feita no próprio município de origem.
O fato é que a Justiça Eleitoral no estado tem sido sensível e tem procurado estabelecer estratégias para a conscientização do cidadão maranhense. Melhor para a democracia, para o sistema eleitoral e importante para a própria Justiça.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte