Esporte | Bom desempenho

Maranhenses conquistam medalhas para o Brasil nos Jogos Pan-Americanos

Kitesurfista Bruno Lobo, vencedor do Troféu Mirante Esporte, conquistou medalha nos jogos no Peru. Além dele, Ana Paula no handebol e Zanotelli no hipismo também foram ouro para o estado
Thiago Bastos / O Estado12/08/2019
Maranhenses conquistam medalhas para o Brasil nos Jogos Pan-Americanos Divulgação / COB

O Maranhão teve destaque nos Jogos Pan-Americanos em Lima, no Peru, encerrados oficialmente ontem e considerados históricos para o esporte nacional. O país bateu o recorde de medalhas nas competições continentais com 171 ao todo, superando as 157 conquistadas no Pan do Rio em 2007 o que fez a delegação brasileira terminar na segunda colocação no quadro, atrás apenas dos Estados Unidos. A última conquista ligada ao nosso estado este ano foi a de Bruno Lobo, no kitesurf, no sábado (10).

Com a conquista, Bruno Lobo se torna o primeiro atleta do estado campeão da classe estreante nos jogos. O primeiro lugar no pódio foi assegurado após duas vitórias e um segundo lugar nas regatas disputadas na Baía de Paracas.

Bruno Lobo foi o vencedor do Troféu Mirante Esporte deste ano como melhor atleta pelo juri técnico. “Estou muito feliz, acho que ainda não caiu a ficha, era um sonho e parecia distante, mas aconteceu. Não só participei, mas ganhei a medalha de ouro. Me dediquei muito e agradeço a todos na torcida. A vela representou muito bem. É mais uma medalha, um trabalho bem feito e estão todos de parabéns”, enfatizou Lobo ao portal Globo.com.

Além de Bruno Lobo, o cavaleiro Marlon Zanotelli – também maranhense de Imperatriz – havia conquistado outras duas medalhas de ouro. Uma delas, de forma individual, com a montaria Sirene de La Motte. E a outra, por equipes, ao lado de Rodrigo Lambe, Pedro Veniss e Eduardo Menezes. Eles deverão representar o país nos jogos de Tóquio, no ano que vem.

A atleta do handebol e nascida na capital maranhense, Ana Paula Rodrigues, também conquistou medalha de ouro ao se sagrar campeã pan-americana, após uma vitória brasileira diante das argentinas por 30 a 21. Com o resultado, o Brasil também disputará uma medalha nos próximos jogos.

Ao programa Liga O Estado, das plataformas web de O Estado, Ana Paula enfatizou a importância da conquista. “É sempre importante representar o nosso país e sem dúvida, não foi fácil. Mas nosso técnico [Jorge Dueñas] nos preparou com intensidade e conquistamos este grande resultado”, afirmou. Ana Paula, desde quarta-feira (7), está na Rússia se preparando para o reinício da temporada européia.

Ouro no Basquete com o Sampaio

A seleção brasileira feminina de basquete – com a participação de atletas do Sampaio Basquete (Tainá, Tati Pacheco, Raphaela e Clarissa) - conquistou uma medalha histórica na noite deste sábado (10). Na final dos Jogos Pan-Americanos de Lima, o time verde e amarelo derrotou os Estados Unidos por 79 a 73. A última medalha de ouro do basquete feminino brasileiro em um Pan havia sido em 1991, quando a geração de Hortência e Paula foi campeã em Havana.
Após 10 minutos iniciais de superioridade alternada entre as equipes, o segundo quarto teve como tônica o equilíbrio. Próximas no marcador, brasileiras e norte-americanas se alternaram na liderança até que o time sul-americano fez uma cesta nos instantes finais para ir ao intervalo com um ponto à frente: 39 a 38.
No último quarto, a Seleção do técnico José Neto soube controlar a vantagem e chegou até a abrir 10 pontos. Os Estados Unidos tentaram reagir, mas acabaram derrotadas.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte