Empreendedorismo

Motivação e engajamento para produtividade empresarial

Mais comprometimento com os objetivos estratégicos da organização é apenas um dos resultados do foco na motivação

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h23
Luciana Moreira frisa que muitos fatores podem interferir na produção do colaborador
Luciana Moreira frisa que muitos fatores podem interferir na produção do colaborador (Luciana Moreira)

A falta de motivação dos colaboradores custa de US$ 960 a mais de um trilhão de dólares por ano para as empresas dos Estados Unidos, segundo dados de pesquisa realizada pela consultoria norte-americana Gallup. Especialistas em gestão de pessoas apontam como uma dessas razões as expectativas não atendidas da equipe e a necessidade de haver uma liderança habilitada para estimular um clima organizacional propício para bons resultados às empresas.

Em um ambiente de trabalho, muitos aspectos podem ser observados, a exemplo das expectativas dos colaboradores das organizações que podem estar relacionadas com propósito, missão, reconhecimento, clima organizacional, liderança, relacionamento, de acordo com Luciana Moreira, master coach, especializada em Gestão de Pessoas e em Inteligência Positiva. “Muitos fatores podem interferir na produção do colaborador. Sua motivação está interligada a um alto nível de produtividade”, ressalta.

Mais comprometimento com os objetivos estratégicos da organização com alto engajamento da equipe é apenas alguns dos resultados do foco na motivação como meio corporativo de crescer os resultados em produtividade e vendas. “Alguém motivado automaticamente é mais comprometido e está mais aberto a entrar em ação para fazer os resultados objetivados chegarem. Ele é mais engajado, ativo, tem um olhar mais realizador e solucionador”, aponta Luciana.

Uma pesquisa feita pelo Instituto Locomotiva revela que 56% dos trabalhadores com carteira assinada estão insatisfeitos com seu emprego e que trocariam de lugar na busca de mais alegria no trabalho. Apenas um terço dos entrevistados pela entidade se declarou satisfeito de modo geral. O mesmo levantamento afirma que 90% dos entrevistados acreditam que o reconhecimento é válido, não só por meio de aumento de salário ou de benefícios, mas também por elogios, homenagens e até mesmo brindes, como insígnias e medalhas.

O caminho para resolver o problema pode estar justamente em uma figura importante do processo laboral: o líder da equipe, de acordo com Moreira. “O líder, normalmente, é a fonte de inspiração, é quem direciona, orienta, desenvolve o liderado para que se sinta seguro e capaz de conduzir algo e entregar resultados. Do contrário, uma liderança que não reconhece, que não desenvolve, não desafia, certamente perderá talentos”, garante a especialista que, pensando justamente nesses empreendedores e líderes em formação que buscam criar um ambiente favorável e produtivo para seu negócio, irá realizar um treinamento com o tema, “Formação Liderança Estratégica Positiva”, dias 31 de agosto e 1º de setembro, das 8 às 18h, na sede da Fiema, na Cohama.

O curso será todo baseado na Psicologia Positiva, que foca no bem-estar, respeito e fidelização e busca auxiliar líderes a fortalecer laços afetivos dentro da equipe e criar um senso se pertencimento. A ideia é usar atividades como jogos, momentos vivenciais e simulações no intuito de aumentar a produtividade e melhorar o clima do ambiente profissional.

SERVIÇO

O quê: Treinamento “Formação Liderança Estratégica Positiva”
Quando: 31 de agosto e 1º de setembro
Onde: Sede da Fiema, Cohama
Os interessados podem solicitar a participação por meio do email contato@consultoria motivacao.com.br ou pelo sitehttps://www.sympla.com.br/formacao-lideranca-estrategica-positiva__579057

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.