Cidades | Trânsito perigoso

Dois acidentes com quebra de poste marcam madrugada em São Luís

Em 2019, no Maranhão, já aconteceram 1.493 acidentes com quebra de postes da rede de energia elétrica; destes, 219 somente em São Luís
09/08/2019 às 15h15
Dois acidentes com quebra de poste marcam madrugada em São LuísAcidente na MA-201, Forquilha, envolveu um Prisma (Divulgação)

A Companhia Energética do Maranhão (Cemar) informou que dois acidentes, na madrugada desta sexta-feira (9), provocados por condutores de veículos foram registrados em São Luís. O primeiro na MA-201, no bairro Forquilha, que envolveu um Prisma; e o segundo na Avenida Jerônimo de Albuquerque, no bairro Cohafuma, envolvendo uma caminhonete.

Nos dois acidentes, postes da rede de distribuição de energia elétrica foram danificados e com isso houve a interrupção no fornecimento da energia elétrica para a região.

Equipes de plantão da Cemar foram mobilizadas, e transferiram as cargas e restabeleceram a energia elétrica para as áreas afetadas.

As áreas dos dois acidentes foram isoladas. O poste na área da Forquilha já foi substituído e as equipes de manutenção continuam trabalhando para substituir o poste na Avenida Jerônimo de Albuquerque.

Abalroamento de postes
A Cemar já registrou em 2019, no Maranhão 1.493 acidentes com quebra de postes da rede de energia elétrica. Destes, 219 somente em São Luís. No Maranhão em 2018 foram 2.735 casos.

Em situações como essa o proprietário do veículo será responsabilizado pelos danos causados à rede elétrica (custos de material mais a mão de obra). Em média um poste custa aproximadamente R$ 5 mil.

A Companhia orienta as pessoas para não se aproximarem de cabos ou fios caídos e ressalta, que para toda informação sobre postes, é necessário que o cliente entre em contato com a Central de Atendimento por meio do telefone 116, ligação gratuita, e informe o endereço com ponto de referência, para que a Cemar envie uma equipe ao local exato da ocorrência.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte