Cidades | Apoio e prevenção

Mobilização no Centro Histórico marca 13 anos da Lei Maria da Penha

Evento, coordenado pela Procuradoria da Mulher, reuniu representantes do Ministério Público, polícia, organizações não-governamentais e políticos
Ismael Araújo / O Estado08/08/2019

Trinta mulheres já foram assassinadas pelos companheiros ou ex-maridos, este ano, no Maranhão e, entre os casos, cinco delas na Gran­de Ilha. A polícia já efetuou 18 prisões pelo crime de feminicídio, cinco acusados continuam foragidos do Poder Judiciário e ainda há o registro de seis casos de suicídio pós-feminicídio. No ano passado, foram 45 casos no total.
Em meio à triste estatística, os órgãos e organizações não-governamentais, que atuam no combate e prevenção da violência contra a mulher, realizaram ontem um ato de mobilização, que teve como ponto base a sede da Câmara Municipal, no Centro Histórico, para lembrar os 13 anos da criação da Leia Maria da Penha, de número 11.340/2006, mas que entrou em vigor somente no mês de setembro de 2006.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte