Esporte | Série A

Ceará bate o Fortaleza no retorno do ''Clássico-Rei'' ao Brasileirão após 26 anos

Com a segunda vitória em três jogos, o Ceará subiu para o nono lugar, com 17 pontos
Estadão Conteúdo03/08/2019 às 21h35
Ceará bate o Fortaleza no retorno do ''Clássico-Rei'' ao Brasileirão após 26 anosEste foi o quinto jogo entre as equipes na temporada de 2019. (Divulgação)

FORTALEZA - O Ceará manteve o bom momento no Campeonato Brasileiro em grande estilo. Na abertura da 13ª rodada, o time alvinegro derrotou o rival Fortaleza por 2 a 1, neste sábado, na Arena Castelão, na capital cearense. Thiago Galhardo e Felippe Cardoso anotaram para os vencedores, enquanto que Carlinhos, em cobrança de pênalti, descontou.

Com a segunda vitória em três jogos, o Ceará subiu para o nono lugar, com 17 pontos. O Fortaleza, por sua vez, é o 14.º com 14. Este foi o quinto jogo entre as equipes na temporada de 2019 e a primeira vitória do clube alvinegro. Antes, em jogos pela Copa do Nordeste e do Campeonato Cearense, os times haviam empatado duas vezes e o tricolor ganhado as outras duas.

As duas torcidas não economizaram na festa antes da bola rolar. Não poderia ser diferente, afinal foram 26 anos sem um "Clássico-Rei" no Brasileirão. Os torcedores do Ceará fizeram um mosaico em homenagem a Luiz Gonzaga, falecido há 30 anos, enquanto que os representantes do Fortaleza usaram fumaça com as cores do clube para responder.

Quando o árbitro Heber Roberto Lopes apitou o início da partida, a torcida do Ceará quase aumentou a festa logo no primeiro minuto. Após cobrança de escanteio de Ricardinho, o atacante Felippe Cardoso, novidade para a partida, acertou cabeçada na trave. O Fortaleza tentou combater a intensidade do adversário com velocidade nos contra-ataques. Osvaldo e André Luís bem que tentaram, mas não conseguiram pegar o adversário de surpresa.

A movimentação que acabou dando certo foi a do Ceará, que abriu o placar aos 14 minutos. Depois de passes rápidos, com troca de posições, Leandro Carvalho recebeu na direita e fez o cruzamento rasteiro. Livre dentro da pequena área, Thiago Galhardo só empurrou para o gol.

O time alvinegro aproveitou o bom momento e encurralou o rival. Logo na saída de bola, Quinteros recuou errado e deu nos pés de Thiago Galhardo. O meia invadiu a área, mas finalizou em cima de Felipe Alves. O lance perdido foi esquecido logo na sequência quando veio o segundo gol. Aos 17 minutos, na cobrança de escanteio seguinte, Felippe Cardoso se antecipou ao goleiro e desviou de cabeça para o fundo das redes.

O Fortaleza sentiu o golpe e não conseguiu reagir. Desta forma, o Ceará controlou completamente o primeiro tempo, sem deixar o adversário tocar na bola, muito menos chegar ao campo de ataque. Mesmo com a baixa produtividade, o time tricolor voltou para o jogo antes do intervalo com o gol aos 46 minutos. Após falta de Luiz Otávio em cima de André Luiz, que virou pênalti depois de consulta do árbitro ao VAR, Juninho descontou.

O gol animou o Fortaleza para o segundo tempo. O time do técnico Rogério Ceni voltou com uma nova postura, agredindo e mais organizado do meio para frente. Romarinho foi o mais acionado e responsável por criar as oportunidades de ataque. Aos 10 minutos, ele colocou André Luis em condições. O atacante dominou e tentou tirar de Diogo Silva, mas o goleiro se recuperou e ficou com a bola.

Apesar da insistência do rival, o Ceará conseguiu se segurar bem, mas não teve a mesma força do primeiro tempo para contra-atacar. Em um dos poucos espaços deixados pelo time alvinegro, o argentino encontrou Carlinhos dentro da área em belo lançamento. O lateral-esquerdo desviou de cabeça, mas Diogo Silva fez grande defesa.

Entre os ataques do Fortaleza e o controle do Ceará, os jogadores se envolveram em diversas confusões, com direito a discussões, empurra-empurra e provocações. Em uma delas, aos 44 minutos, Carlinhos se estranhou com Wescley e acabou expulso após tomar o segundo cartão amarelo. Com um a menos e sem tempo, o time tricolor não conseguiu empatar.

O Ceará volta a campo contra a Chapecoense, no próximo sábado, às 17 horas, novamente na Arena Castelão. O Fortaleza ganha um descanso maior e joga contra o CSA, no dia 12, uma segunda-feira, às 20 horas, no estádio Rei Pelé, em Maceió.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte