Polícia | Chacina

Acusados de chacina vão ser submetido a júri popular

O soldado Hamilton Caíres e o vigilante Evilásio Lemos, foram pronunciados pela morte de três jovens no povoado Coquilho; julgamento ainda sem data marcada
Ismael Araújo27/07/2019

SÃO LUÍS - O policial militar Hamilton Caíres Linhares e o vigilante Evilásio Lemos Ribeiro Júnior foram pronunciados a júri popular pelo juiz titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Gilberto de Moura Lima. Eles são acusados da execução dos jovens Gildean Castro Silva, Gustavo Feitosa Monroe e Joanderson da Silva Diniz, no dia 3 de janeiro deste ano, em uma área de construção residencial do programa federal Minha Casa, Minha Vida, no Coquilho, zona rural da capital.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte