DOM | Relacionamentos

Ter saúde emocional é o primeiro passo para viver relações mais felizes

Ninguém consegue viver a dois com qualidade de convivência e de vida se não estiver em dia com a própria saúde emocional
21/07/2019 às 08h05
Ter saúde emocional é o primeiro passo para viver relações mais felizesCultivar o autoconhecimento é fundamental na construção de relacionamentos saudáveis (Divulgação)

SÃO PAULO - “Uma relação amorosa equilibrada e saudável é feita por duas pessoas que trabalham as próprias emoções. Que se conhecem, que têm plena consciência de suas qualidades e de suas fragilidades, e que caminham em busca de desenvolvimento pessoal e amadurecimento.” A frase é da Orientadora Emocional para Mulheres, com foco em relacionamentos, Camilla Couto. Segundo ela, cultivar o autoconhecimento, conectar-se com a própria individualidade e buscar equilíbrio emocional – entendendo que o outro não é responsável pelos nossos sofrimentos internos – é fundamental na construção de relacionamentos saudáveis.

Camilla lembra que a nossa tendência é sempre responsabilizar o outro: “é ele quem vive me provocando. É ela quem não se entrega. É o meu parceiro ou parceira que não atende às minhas necessidades.” Mas a orientadora explica: “será que não é você quem morre de ciúme, que não se abre para receber o que o outro tem para dar ou exige demais da relação”? Ela enfatiza que isso não é uma acusação: “o que eu quero dizer é que tudo tem dois lados e é preciso identificar em você o que está permitindo que determinada situação aconteça no seu relacionamento”.

“Muitas vezes, o ajuste necessário, a mudança que tanto almejamos, está em nós mesmos”, lembra ela, que segue: “Será que você consegue expressar como se sente e o que deseja da relação? E, antes disso, será que você sabe exatamente o que quer desse relacionamento? Quais são seus objetivos, seus sonhos, de que forma você gostaria de viver a dois? E quais são seus medos e traumas? Conseguir comunicar tudo isso a quem está do seu lado é muito importante. Só assim é possível gerar intimidade e construir bases sólidas para a relação”, complementa a orientadora.

“Muitas mulheres que me procuram com problemas de relacionamento têm a mesma característica: estão distantes de si mesmas”, revela, ”nunca pararam para pensar em quem são, em quem desejam ser, que objetivos têm, o que realmente buscam em seus relacionamentos, e isso acontece com todo mundo, homens e mulheres”. Segundo Camilla, vivemos em uma sociedade que destaca a importância de estarmos em uma relação a dois, mas não preza a necessidade de estarmos em contato e conexão com nosso próprio eu. E essa seria a causa de tantos relacionamentos disfuncionais nos dias de hoje.

“Quando falo em saúde do relacionamento, me refiro a ser saudável em nossas questões emocionais. Se o seu amor-próprio não estiver em dia, certamente você terá uma postura insegura na relação. Se você não estiver satisfeito com a própria vida e não souber encontrar alegria na própria companhia, seguramente apresentará traços de carência no relacionamento. Entende como está tudo conectado?”, questiona.

Reações

Por isso, para Camilla, quando cuidamos da nossa saúde emocional, procuramos entender o que há por trás das nossas reações, compreendemos nossos desejos mais profundos e nosso verdadeiro propósito, fica muito mais fácil encontrar alguém que também esteja no mesmo caminho. Assim, nossas chances de viver relações mais fluidas e satisfatórias são muito maiores.

Camilla enfatiza: “não deixe essa busca para depois. Você não precisa colecionar relacionamentos ruins para entender que a resposta está dentro de você. Encontre seu equilíbrio emocional, trabalhe seus dilemas, seus objetivos, estabeleça limites e encontre sua alegria interior. Aí, certamente, você passará a viver relacionamentos mais saudáveis, mais felizes, mais condizentes com quem você é e o que você deseja”, finaliza.

Saiba Mais

Atendimento continuado

Para ajudar quem deseja trabalhar sua saúde emocional, Camilla criou o PAR – Programa Amarildas de Relacionamentos, um atendimento continuado, formado de 6 sessões individuais que trabalham os vários dilemas emocionais nas relações. Ela também atende com sessões avulsas, e, recentemente, lançou, com a colega Ana Luize, um curso Online de Inteligência Emocional nos Relacionamentos. Saiba mais em www.amarildas.com.br.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte