Estado Maior | COLUNA

Maranhão é o que vale!

18/07/2019

Como antecipou a coluna, o senador Weverton Rocha não tem qualquer interesse que o deputado federal Gil Cutrim seja expulso do PDT. A O Estado, o presidente estadual do partido no Maranhão e também membro da Executiva Nacional da legenda disse que na reunião de ontem da direção nacional pedetista se posicionou contrário à expulsão de Cutrim e de outros sete deputados.
Apesar de não ter falado abertamente os motivos pelos quais ele não concorda com a expulsão, é simples a explicação: Weverton Rocha perde não somente Gil Cutrim como aliado e correlegionário. Ele perde também o deputado estadual Galubert Cutrim, irmão de Gil.
A expulsão do deputado federal deixaria o PDT de Weverton sem representante na Câmara dos Deputados e também reduziria a tamanho da bancada na Assembleia Legislativa, e ainda desconstruiria a costura que Rocha fez na presidência da Assembleia Legislativa de olho em 2022.
Então, dentro de toda a estratégia de Weverton Rocha, perder os Cutrim pode representar prejuízo não somente na disputa eleitoral para o Governo do Estado em cerca de 3,5 anos. Para o próximo ano, nas eleições municipais, uma eventual expulsão do aliado pode gerar problemas.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte