Polícia | Prisão

Preso suspeito de explodir agências bancárias em São Luís

No momento da prisão, em um condomínio de alto padrão no bairro Altos do Calhau, o acusado portava drogas e foi autuado por tráfico
Emmanuel Menezes / O Estado15/07/2019
Preso suspeito de explodir agências bancárias em São LuísO suspeito Dimas Davidson Araújo e caixas eletrônicos alvos de explosões (Divulgação)

Um suspeito de estar envolvido em um dos assaltos a bancos registrados neste ano, em São Luís, foi preso na noite da última sexta-feira (12), por policiais do Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras (DCRIF), da Superintendência de Investigações Criminais (Seic). Dimas Davidson Araújo da Silva foi detido em um condomínio de alto padrão localizado no bairro Altos do Calhau.

Segundo a polícia, ele é um dos integrantes da organização criminosa responsável pela explosão da agência do Banco do Brasil da Avenida dos Holandeses, no bairro Calhau, em São Luís, na madrugada de 3 de junho deste ano.

No momento da prisão, Dimas Davidson portava cerca quantidade de drogas e, em razão desse flagrante, também responderá pelo crime de tráfico de entorpecentes. As investigações continuam com o intuito de identificar e localizar os demais integrantes da organização criminosa. O traficante já possuía passagem pela polícia. Em março de 2016, Dimas foi preso com diversos aparelhos celulares, todos roubados.

Após os procedimentos legais, Dimas foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

Assaltos em bancos

Sete agências bancárias já foram arrombadas por criminosos este ano na capital, segundo dados do Sindicato dos Bancários. O último alvo foi a Caixa Econômica Federal da Avenida São Luís Rei de França, no Turu, ocorrido na madrugada de sexta-feira (12). A polícia informou que os bandidos não conseguiram levar dinheiro, mas roubaram três armas de fogo e dois coletes balísticos.

Os criminosos ainda tentaram arrombar o cofre, mas não conseguiram e fugiram levando apenas as armas e os coletes. Eles também tentaram violar o circuito de segurança. A polícia foi acionada pela central de monitoramento do banco, em Recife, no estado de Pernambuco.

Os policiais militares estiveram no local e encontraram as ferramentas utilizadas pelos criminosos, que foram apresentadas na sede da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), no Bairro de Fátima, mas o caso será investigado pela Polícia Federal.

SAIBA MAIS

Ocorrências de ataque a bancos este ano na capital:

Dia 17 de janeiro: Banco do Brasil na Alemanha

Dia 23 de janeiro: Banco do Brasil no Calhau

Dia 24 de fevereiro: Caixa Econômica Federal no Monte Castelo

Dia 14 de março: Banco do Brasil no Anil

Dia 3 de junho: Banco do Brasil no Calhau

Dia 26 de junho: Banco do Brasil no João Paulo

Dia 12 de julho: Caixa Econômica Federal no Turu

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte