O Mundo | Resgate

Capitã de navio humanitário pede bloqueio das redes sociais de Salvini

Alemã acusa vice-premier de extrema direita de difamação contra sua honra; ela é alvo de uma investigação por ter desafiado o político ultraconservador, que não autorizara o desembarque de 42 migrantes e refugiados
13/07/2019

ITÁLIA - A capitã Carola Rackete , que forçou a entrada do navio de resgate humanitário Sea-Watch 3em águas italianas, pedirá à Justiça que as contas nas redes sociais do vice-premier italiano Matteo Salvini sejam bloqueadas, acusando-o de disseminar o ódio. De 31 anos, a alemã é alvo de uma investigação por ter desafiado o político ultraconservador, que não autorizara o desembarque de 42 migrantes e refugiados a bordo do navio sob seu comando.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte