Cidades | Reforma

Defensoria discute reforma do Terminal Rodoviário de São Luís

Durante a reunião, a Sinfra apresentou cronograma das obras, com início previsto entre 20 e 30 dias e prazo de cinco meses para a sua conclusão
Assessoria09/07/2019

SÃO LUÍS - A Defensoria Pública do Estado (DPE/MA), por meio dos núcleos Cível e o de Defesa do Consumidor, reuniu-se com representantes do Governo do Estado para tratar sobre a situação do Terminal Rodoviário de São Luís, que se encontra com a estrutura parcialmente interditada após constatação de comprometimento da mesma, com risco de desabamento.
Segundo o que foi informado aos defensores públicos Luciana Lima, Rairom Laurindo e Luís Otávio Morais, o fundo do terminal está parcialmente interditado a pedido da Defesa Civil, afetando algumas plataformas, restaurantes e lanchonetes, inclusive o guarda-volumes.
Além dos defensores, participaram da reunião, representantes da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), do Terminal Rodoviário, da Defesa Civil, além de um comerciante do local.
“Estamos tomando pé da situação, buscando alternativas viáveis que não prejudiquem o transporte local, os comerciantes, os usuários do terminal, lógico que prezando pela segurança de todos”, destacou Luciana Lima.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte