Política | Desvios

Empresa admite repasses ao devolver dinheiro, diz Pires

César Pires afirmou que Emap tenta junto à Câmara de Conciliação da AGU e Ministério da Infraestrutura devolver os R$ 140 milhões sacados do Porto
Ronaldo Rocha da editoria de Política09/07/2019

O deputado estadual César Pires (PV), membro da oposição na Assembleia Legislativa, afirmou da tribuna da Casa na sessão ordinária de ontem, que a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) admitiu ter “desviado recursos do Porto do Itaqui”, ao tentar acordo junto a Câmara de Conciliação da Advocacia Geral da União (AGU) e ao Ministério da Infraestrutura para devolver os R$ 140 milhões retirados das contas do porto.
Ele lembrou que o pedido de parcelamento na devolução ocorre depois e a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) ter apontado ilegalidade na movimentação e ingressado com ações administrativas e judiciais contra a empresa maranhense.
A medida também ocorre, segundo o parlamentar, depois de a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara Federal ter vistoriado, na semana passada, o Porto do Itaqui.
Para César Pires, o pedido formalizado pela Emap junto à AGU e a União, atesta irregularidade cometida pela empresa e pelo Executivo Estadual na transferência de recursos do Porto do Itaqui.
“A Câmara de Conciliação e o Ministério da Infraestrutura já receberam o pedido por parte do Estado do Maranhão - aquele Estado que foi defendido aqui por muitos colegas, dizendo que nada devia e que nada estava irregular -. […] A proposta para começar a devolver o dinheiro, gradativamente, parceladamente, na Comissão de Infraestrutura do Governo Federal, dá sinais claros, irretocáveis, de que houve desvios, sim, por parte do porto, houve inobservância, sim, por parte do Porto do Itaqui”, disse.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte