Geral | Os chamados CAC

Atiradores e colecionadores de armas cresceram 32% em 2019

Especialistas dizem que crescimento, no entanto, não tem relação direta com os decretos publicados por Jair Bolsonaro, mas ressaltam que as novas normas vão fazer os números subirem ainda mais
09/07/2019

BRASÍLIA - Alvo de facilidades criadas por decretos do presidente Jair Bolsonaro, a categoria de caçadores, atiradores e colecionadores, os chamados CAC, cresceu nos primeiros cinco meses de governo . A média mensal, de janeiro a maio, passou de 3.442 novos CAC em 2018 para 4.546 este ano - um salto de 32%. No acumulado dos cinco primeiros meses de 2019, 22.734 pessoas se tornaram CAC no país. No mesmo período do ano anterior, foram 17.212. Na esteira do crescimento da categoria, houve também maior número de armas registradas para CAC: de 20.641 para 25.010. A média mensal subiu de 4.128 novas armas, de janeiro a maio de 2018, para 5.002 neste ano.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte