Criminalidade

Dois homicídios em pontos de grande movimento em São Luís

Os crimes ocorreram em menos de 12 horas; um no Terminal da Cohab, o outro em plena Praça do Pantheon, cuja vítima devia R$ 2,50 ao criminoso

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h24
Danilo Costa França na entrada do terminal onde foi assassinado
Danilo Costa França na entrada do terminal onde foi assassinado (Danilo)

Dois assassinatos foram registrados em menos de 12 horas em locais movimentados na capital. Um dos casos ocorreu na porta do Terminal de Integração da Cohab na manhã desta terça-feira, 18, e a vítima foi Danilo Costa França, de 23 anos. Segundo a polícia, o crime pode ter sido motivado por rixa entre faccionados rivais e o principal suspeito, Adão Carvalho Mendes Filho, o Adãozinho, de 21 anos, foi preso em flagrante. Há informações de que o autor dos disparos exerce a função de “Torre” na facção criminosa.

O clima de pânico foi instalado no local. Passageiros, entre eles crianças, correram ao ouvirem o barulho do tiro, com receio de serem baleados. A vítima caiu morta nas proximidades da entrada do terminal, com uma perfuração na cabeça. Policiais Militares e Civis foram acionados, assim como os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que já encontraram a vítima sem vida.

O tenente-coronel, Marcos Brito, comandante do 20º Batalhão da Polícia Militar, informou que o acusado teria recebido a ordem para matar Danilo de outros faccionados. Inclusive, ele já estava no terminal a espera da vítima. Foi apenas um único tiro e atingiu a cabeça da vítima.

Policiais militares isolaram o local até a chegada dos peritos do Instituto de Criminalística (Icrim). Adãozinho foi preso em flagrante ainda estava com arma utilizada no crime. Ele foi apresentado na sede da Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP), na Beira-Mar, onde prestou esclarecimento sobre o caso e em seguida foi levado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Adãozinho já tem várias passagens pela polícia e pelo Poder Judiciário pelos crimes de roubo qualificado, homicídio, tráfico de droga e porte ilegal de arma de fogo.

Mais um crime

O corpo do morador de rua, identificado apenas como Perninha, até o período da tarde de ontem estava no Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga. Ele foi morto na noite de segunda-feira, 17, a golpes de faca desferidos por outro morador de rua, conhecido como Bombadão, quando estava na fila para tomar sopa, na praça do Pantheon, no centro da cidade.

Segundo a polícia, esse crime teria sido motivado devido a vítima estar devendo a quantia de R$ 2,50 ao acusado. Outro morador de rua, que tentou evitar o ato criminoso, acabou golpeado nos braços e teve que ser levado para o Hospital Municipal Socorrão I, no centro, onde passou por tratamento cirúrgico.

Após o crime, o suspeito, que chegou a passar a faca suja de sangue em sua boca, foi preso em flagrante. Ele foi apresentado na SHPP onde foi autuado. A faca foi apreendida e vai ser periciada pelos peritos do Icrim.

Saiba mais

Dezessete pessoas já foram assassinadas a tiros ou por arma branca este mês na Ilha, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Entre os casos, há 13 crimes de homicídio doloso.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.