Polícia | Fim de linha

Polícia prende "justiceiros" de facções na área Itaqui-Bacanga

Três homens presos ontem são apontados como executores de integrantes de facções criminosas rivais autores de roubo na área "protegida" por eles
Ismael Araújo15/06/2019

SÃO LUÍS - Os “disciplinas” da facção criminosa ou executores do Tribunal do Crime, identificados como Alisson Santos Câmara, Thiago Cristiano Almeida Alves e Tarcísio Felipe Costa Abreu, foram presos em cumprimento de uma ordem judicial durante cerco policial realizado nesta sexta-feira, 14, na área Itaqui-Bacanga.

A polícia informou que os criminosos são suspeitos de executarem os integrantes de facções criminosas rivais ou aqueles que cometem roubos na comunidade. Os detidos teriam matado a tiros Douglas Santos Monteiro. O crime ocorreu no dia 1º de janeiro deste ano, na porta da residência da vítima, no bairro do Anjo da Guarda.

Os detidos foram ouvidos na delegacia de Polícia Civil do bairro e, logo após, encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas onde vão ficar à disposição do Poder Judiciário. A polícia informou que há possibilidade deles terem envolvimento em outras ações criminosas ocorridas na localidade.

Também na sexta-feira foi levado para Pedrinhas, Leonardo Mendes Vieira. Ele foi preso no bairro Ivar Saldanha, com mais de 1 kg de cocaína. Ele já tinha sido preso em abril de 2016 por esse mesmo tipo de crime.

Na cidade de Barra do Corda foi preso Edimilo de Sousa da Costa, acusado de fazer parte de um bando especializado de roubo de carga, no interior do estado. O detido foi apresentado na delegacia onde prestou esclarecimentos sobre o caso e, em seguida, levado para a unidade prisional.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte