Cidades | Especial/ São João

Do Renascença ao Apeadouro: a saudade dos antigos arraiais

Além destes, o Terreiro Raízes, organizado por José Raimundo Rodrigues, também marcou época; a moçada do reggae curtiu pedras ao som do Carne Seca
Thiago Bastos / O Estado 08/06/2019

SÃO LUÍS - As matracas e os pandeirões marcantes da festa ecoam durante os festejo junino na Ilha em várias partes. Porém, houve um período – em especial nas décadas de 1970 e 1980 – de fortalecimento destas festas ou dos arraiais em bairros tradicionais. Algumas destas manifestações, até hoje, são lembradas por sua organização, interatividade e fama pela cidade.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte