Polícia | Desaforamento

Ministério Público propõe desaforamento do júri de Nenzin

Promotor alega que repercussão da morte do ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano, ocorrida em 2017 ainda é forte e pode influencia na decisão do júri
Ismael Araújo06/06/2019

SÃO LUÍS - O Ministério Público solicitou ao Tribunal de Justiça que Manoel Mariano de Sousa Filho, Júnior do Nenzin, e o vaqueiro Luzivan Rodrigues da Conceição Nunes, o Luizão, não sejam julgados no Fórum da cidade de Barra do Corda. Eles são acusados da morte do ex-prefeito desse município, Manoel Mariano, ocorrido no dia 6 de dezembro de 2017, na zona rural de Barra do Corda.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte