Cidades | Saúde

Família tenta transferência de criança com cardiopatia congênita

Decisão judicial exigiu que Estado e Município realizem transferência imediata do paciente para um hospital especializado, localizado no estado de São Paulo, mas até o momento a medida não foi cumprida
Monalisa Benavenuto / O Estado06/06/2019

Uma decisão judicial expedida no último domingo (2) pelo juiz Raimundo Ferreira Neto, titular da 11ª Vara Cível, exigiu a transferência imediata do pequeno Ravi Everton – portador de cardiopatia congênita crítica –, que, atualmente, está internado no Hospital Materno Infantil, em São Luís, e necessita passar por um procedimento cirúrgico, não disponível na rede pública ou particular de saúde da capital. Devido à gravidade da patologia, caracterizada pela má formação do coração, a decisão judicial exigiu, ao Estado e Município, a realização de transferência imediata do paciente para um hospital especializado, localizado no estado de São Paulo, mas até o momento a medida não foi acatada.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte