A gente conta... | Raoni de Aquino, artista plástico

Uma prova de amor à arte e ao teatro

Ele faz questão de demonstrar admiração pelo Teatro Arthur Azevedo e, além de ter confeccionado uma réplica do palco, assina uma exposição em homenagem aos 202 anos do segundo mais antigo teatro do Brasil
Evandro Junior/ O Estado01/06/2019

SÃO LUÍS - Autodidata na área das artes plásticas, o maranhense Raoni de Aquino, 31 anos, é desde criança apaixonado pelo Teatro Arthur Azevedo. Conheceu o mais importante templo das artes no Maranhão na era dos espetáculos do bailarino e coreógrafo Reynaldo Faray (falecido em 2003), quando passou a frequentar o espaço na companhia da irmã, a bailarina Márcia de Aquino, que integrava a turma de alunos do professor de balé.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte