DOM | Ciência e Saúde

Cirurgia refrativa: a liberdade de enxergar sem óculos

Procedimento é realizado há mais de duas décadas; porém, nos últimos anos acolheu novos pacientes que querem se livrar dos "indesejados" óculos de grau; oftalmologista Hugo Caminha esclarece um pouco sobre os métodos da cirurgia
Thiago Bastos / O Estado 01/06/2019

Quem não quer, após anos e anos utilizando os óculos de grau, se livrar do indesejado acessório? Essa realidade é possível, por meio da chamada cirurgia refrativa, procedimento oftalmológico que, apesar de usado há mais de duas décadas, somente nos últimos anos se popularizou. Apesar de não ser ofertado no Sistema Único de Saúde (SUS), é cada vez maior a presença, nos consultórios, de pessoas em busca do procedimento. Mas, antes de se submeter a um destes atos cirúrgicos, é imprescindível entender as vantagens e desvantagens de cada um deles. De acordo com especialistas, dois métodos (PRK e LASIK) são os mais comuns.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte