Política | Cobranças

Parlamentares condenam demissão em massa de cobradores em SL

Deputados Adriano Sarney (PV) e Hélio Soares (PR) criticaram decisão de empresários do setor de transporte de adotar o sistema em que o motorista autua também como cobrador de passagens
Gilberto Léda/Da Editoria de Política31/05/2019

Os deputados Adriano Sarney (PV) e Hélio Soares (PR) criticaram ontem, na Assembleia Legislativa, a decisão dos empresários do transporte público de São Luís de demitir cobradores e adotar o sistema em que motoristas também atuam na cobrança de passagens.
Apesar desse tipo de circulação ainda estar em fase de teste, o vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, Gilson Coimbra, confirmou, em entrevista para a rádio Mirante AM, durante a semana, que 20% dos cobradores do sistema de transporte coletivo de São Luís foram retirados de suas funções. Os ônibus que passarem por esse processo terão apenas o motorista e as máquinas para a passagem de cartões de estudante e vale transporte.
Em discurso, Adriano Sarney informou que solicitará formalmente informações ao sindicato dos empresários sobre a adoção da medida que, segundo ele, deve provocar a demissão imediata de 3 mil trabalhadores.
“Vamos aqui solicitar informações ao sindicato dos rodoviários. Vamos solicitar informações à Justiça trabalhista, ao Ministério Público, para saber os detalhes desses acordos. E darei entrada, sim, para a Mesa. Posso fazer individualmente, mas vou dar entrada para que cada deputado aqui presente possa também unir forças, para que a gente possa evitar o desemprego de três mil trabalhadores e trabalhadoras em São Luís que necessitam desse serviço”, destacou.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte