Polícia | Acidentes

Em quatro dias, seis mortes registradas em BRs que cortam o Maranhão

Em graves acidentes na BR-316 quatro morreram entre Caxias e Timon; na BR-010, em Imperatriz, duas mortes em uma colisão
Ismael Araújo24/05/2019
Em quatro dias, seis mortes registradas em BRs que cortam o MaranhãoColisão entre automóvel e caminhão, que resultou em três mortes (Divulgação)

SÃO LUÍS - Seis pessoas já perderam a vida em acidentes nos últimos quatro dias nas estradas federais que cortam o Maranhão. Entre os casos, quatro ocorreram no trecho da BR 316 entre as cidades de Timon e Caxias. O último foi na noite de quarta-feira, 22, envolvendo um veículo Renault Sandero branco e um caminhão Mercedes Benz, que segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), teria sido ocasionado por um buraco na pista.

As vítimas foram o advogado José de Ribamar Rocha Neiva Filho, de 67 anos; Bernada Ferreira da Silva, de 61 anos, e Jurandir Sousa Bastos Júnior, de 36 anos. Os corpos foram encaminhados para o Instituto de Criminalística (Icrim) de Timon onde foram autopsiados e, na manhã de ontem, liberados para os familiares.

A PRF informou que as vítimas estavam no Reunault Sandero que seguia no sentido Caxias a Timon. O condutor teria perdido o controle da direção do carro ao tentar desviar de um buraco nesse trecho da rodovia federal, invadiu a contramão e colidiu de frente com o caminhão. O motorista da Mercedes Benz fugiu do local, mas já foi identificado pela polícia.

O Renault Sandero ficou destruído e o caminhão sofreu dados na frente. Os passageiros do automóvel tiveram fraturas e morreram no local. Os corpos ficaram presos nas ferragens e foram resgatados pelo Corpo de Bombeiros Militar.

Outras ocorrências

O outro acidente ocorreu na noite de segunda-feira, 20, e teve como vítima Wesley Chaves Coutinho, de 28 anos. De acordo com a PRF, a vítima residia na cidade de Caxias e teria ido a Teresina buscar um veículo Corola que passava por revisão em uma oficina na capital piauiense. Quando retornava a Caxias, ele perdeu o controle do carro, que derrapou na pista e colidiu de forma frontal com um caminhão, que estava carregado de rolo de papel.

O Corola ficou destruído e havia mais de 15 pedaços espalhados na estrada. A PRF informou que o velocímetro do carro travou em 220 km/h. Os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados e conduziram a vítima à Unidade de Pronto Atendimento de Urgência (Samu), em Timon. Ele foi transferido em seguida para um hospital, em Teresina onde chegou sem vida.

Em Imperatriz, na BR-010, o empresário Roberval Cardoso Campos foi preso em flagrante acusado de ter ocasionado um acidente no último dia 19, que resultou na morte do professor Antônio José da Silva, de 35 anos, e Edileia dos Santos Silva, de 33 anos. O empresário já está em liberdade por decisão judicial.

Segundo a PRF, o empresário, que estava conduzindo uma caminhonete, sob efeito de bebida alcoólica, invadiu a contramão e colidiu com a motocicleta na qual estavam as vítimas, que morreram no local. Os corpos foram levados para o IML de Imperatriz.

Entenda

Acidentes com mortes em quatro dias

Dia 19 de maio: uma colisão entre uma caminhonete e uma motocicleta, na BR 010, resultou na morte de duas pessoas;

Dia 20 de maio: Wesley Chaves Coutinho, de 28 anos, morreu na BR-316, ao perder o controle de um veículo Corola.

Dia 22 de maio: Um acidente envolvendo um caminhão e um Sandero, na BR 316, resultou na morte de três pessoas.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte